Preços do petróleo avançam 2% após ataques a navios petroleiros perto do Irã

Publicado em 13/06/2019 17:20 e atualizado em 13/06/2019 18:30
228 exibições

LOGO REUTERS

Por Collin Eaton

HOUSTON (Reuters) - Os preços do petróleo fecharam em alta de 2,2% nesta quinta-feira, depois de ataques a dois navios-tanques no Golfo de Omã gerarem preocupações a respeito de uma redução no fluxo de petróleo em uma das principais rotas marítimas do mundo.

Os ataques, que ocorreram em área próxima ao Irã e ao Estreito de Hormuz, reacenderam as preocupações quanto a um impacto nos fluxos a partir do Oriente Médio caso as seguradoras comecem a diminuir coberturas às viagens pela região e mais empresas de navegação suspendam novos embarques, disseram analistas.

Essa situação "poderia agravar ainda mais o problema da oferta", afirmou Andy Lipow, analista da Lipow Oil Associates.

Proprietárias de navios petroleiros, DHT Holdings e Heidmar suspenderam novas reservas na área do Golfo, segundo três corretoras do setor.

As tensões no Oriente Médio avançaram desde que o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, retirou o país de um pacto nuclear multinacional de 2015, assinado com o Irã, e reimpôs sanções à República Islâmica, tendo como alvo notável as exportações de petróleo de Teerã.

A alta no mercado do petróleo também foi apoiada por sinais de que a Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) está perto de um acordo para prosseguir com seus cortes de produção.

Os contratos futuros do petróleo Brent fecharam em queda de 1,34 dólar, ou 2,23%, a 61,31 dólares por barril, tendo atingido alta máxima de 4,5%, para 62,64 dólares/barril.

Já os futuros do petróleo nos EUA avançaram 1,14 dólar, ou 2,23%, para 52,28 dólares/barril. Mais cedo, o WTI chegou a avançar 4,5%, para máxima de 53,45 dólares.

(Reportagem adicional de Shadia Nasralla em Londres e Aaron Sheldrick em Tóquio)

Leia mais: Emergência: Conselho de segurança da ONU se reúne após ataques a navios-tanques no Golfo de Omã

Fonte: Reuters

0 comentário