EUA diz que divergências em questões-chave permanecem nas negociações nucleares do Irã

Publicado em 20/06/2021 17:13 e atualizado em 20/06/2021 18:17 27 exibições

LOGO REUTERS

WASHINGTON (Reuters) - Ainda há divergências sobre as principais questões entre o Irã e as potências mundiais nas negociações para reativar acordo nuclear de 2015, disse o assessor de segurança nacional dos Estados Unidos, Jake Sullivan, neste domingo, acrescentando que a decisão final sobre o assunto cabe ao líder supremo da República Islâmica em vez do presidente recém-eleito.

"Ainda há uma distância razoável a percorrer em algumas das questões-chave, incluindo sanções e compromissos nucleares que o Irã tem que assumir, disse Sullivan a programa da televisão ABC.

As negociações estão em andamento em Viena desde abril para definir a natureza e a sequência das medidas que o Irã e os Estados Unidos devem tomar em relação às atividades nucleares e às sanções para retornar ao cumprimento total do pacto nuclear.

O chefe da delegação de Teerã disse que os negociadores do Irã e de seis potências mundiais vão suspender as negociações neste domingo e retornar às respectivas capitais para consultas.

"Veremos se os negociadores iranianos chegarão à próxima rodada de negociações preparados para fazer escolhas difíceis", disse Sullivan.

Um linha-dura, Ebrahim Raisi, venceu a eleição presidencial do Irã na sexta-feira e assumirá o cargo no início de agosto, substituindo o pragmático Hassan Rouhani.

Questionado se a eleição de Raisi aumentou as chances de um acordo, Sullivan disse que a decisão final cabe ao líder supremo aiatolá Ali Khamenei.

"Ele era a mesma pessoa antes desta eleição e depois da eleição, então, em última análise, cabe a ele e sua decisão", disse.

Irã e potências mundiais adiam negociações sobre programa nuclear, sem data para retomá-las

LOGO REUTERS

VIENA/DUBAI (Reuters) - Negociadores do Irã e de seis potencias mundiais adiaram neste domingo as discussões para ressuscitar o acordo nuclear de 2015 e retornaram às suas respectivas capitais para consultas, com divergências ainda precisando ser superadas, disseram autoridades.

"Estamos mais próximos do que nunca de um acordo, mas a distância que existe entre nós e um acordo permanece e superá-la não é um trabalho fácil", disse em Viena o principal negociador iraniano Abbas Araqchi à televisão estatal.

"Vamos voltar para Teerã nesta noite."

Após mais de uma semana de negociações nesta rodada mais recente, os envolvidos no pacto arrumaram as malas, com o enviado da Rússia dizendo que não foi marcada uma data para retomar as negociações por enquanto, embora tenha indicado que eles podem voltar à mesa de conversas em 10 dias.

Negociações estavam em andamento em Viena desde abril para acordar a natureza e a sequência de medidas que o Irã e os Estados Unidos precisam tomar sobre atividades nucleares e sanções, para que o acordo nuclear seja plenamente cumprido.

Fonte:
Reuters

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário