Publicidade

Ibovespa recua com Vale e Magazine Luiza entre maiores pressões de baixa

Publicado em 23/07/2021 16:36 36 exibições

Logotipo Reuters

Por Paula Arend Laier

SÃO PAULO (Reuters) - O Ibovespa recuava nesta sexta-feira, com Vale entre as maiores pressões de baixa, na esteira do declínio do preço do minério de ferro na China, assim como Magazine Luiza, que perdia mais de 2% após precificar na véspera uma oferta de ações.

Às 11:02, o Ibovespa caía 0,48%, a 125.542,74 pontos. O volume financeiro somava 3,48 bilhões de reais. Com tal desempenho, o Ibovespa acumula na semana acréscimo de 0,3%.

Em Wall Street, o S&P 500 avançava 0,39%, com ações de tecnologia e repercussão positiva aos resultados de Twitter e Snap, tendo no radar também dados de atividade da economia norte-americana.

No Brasil, o calendário de balanços do segundo trimestre de empresas do Ibovespa abre nesta sexta-feira, com Hypera Pharma, ganhando fôlego nas próximas semanas.

"Preços de commodities favoráveis, uma base de comparação fraca em relação ao ano anterior e uma reabertura da economia devem levar a resultados operacionais sólidos para a maioria das empresas", espera a equipe do Santander Brasil.

Em termos consolidados, eles estimam alta de 180% no lucro líquido, de 91% no Ebitda e de 52% na receita líquida, afirma o relatório assinado pelo estrategista Ricardo Peretti.

"Os cíclicos globais - produtores de commodities, especialmente a Vale - mais uma vez devem contribuir mais para este crescimento anual robusto, em nossa visão." Excluindo-os, o Ebitda deve crescer 12% em relação ao ano anterior.

Publicidade

DESTAQUES

- MAGAZINE LUIZA ON caía 2,19%, a 22,74 reais, após precificar na quinta-feira oferta primária de ações a 22,75 reais cada, representando aumento efetivo de capital de cerca de 4 bilhões de reais. No setor, AMERICANAS ON perdia 2,17% e VIA VAREJO ON cedia 0,91%.

- COSAN ON recuava 2,02%, em meio a movimento de correção, após renovar máximas históricas na véspera.

- BRASKEM PNA perdia 1,62%, tendo de pano de fundo dados de venda e produção no segundo trimestre. Na véspera, a petroquímica disse que as vendas de resinas no Brasil caíram 17% ante primeiro trimestre deste ano, enquanto as dos principais produtos químicos recuaram 10%.

- PETROBRAS PN subia 0,19%, apesar da fraqueza dos preços do petróleo. A companhia divulgou na quinta-feira que a sua produção de petróleo no Brasil somou 2,226 milhões de barris por dia (bpd) no segundo trimestre, queda de 0,8% em relação a um ano antes.

- HYPERA PHARMA ON valorizava-se 1,80%, antes do balanço do segundo trimestre após o fechamento. Analistas do Credit Suisse esperaram continuação das vendas de produtos da empresa pelas farmácias para consumidores acima do mercado de varejo e otimizações nas despesas comerciais.

- VALE ON perdia 0,92%, em meio a novo declínio do minério de ferro negociado em Dalian, na China, que acumulou nesta sexta-feira a maior queda semanal em 17 meses. No setor de mineração e siderurgia porém, USIMINAS PNA avançava 1,96%.

- ITAÚ UNIBANCO PN subia 0,14%, enquanto BRADESCO PN cedia 0,62%, em sessão sem sinal único para as ações de bancos.

Fonte:
Reuters

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

Ao continuar com o cadastro, você concorda com nosso Termo de Privacidade e Consentimento e a Política de Privacidade.

0 comentário