Bancada do agronegócio se mobiliza contra alterações nos índices de produtividade

Publicado em 28/11/2008 11:22 1335 exibições

Nesta quinta-feira (27), líderes da bancada do agronegócio no Congresso Nacional mobilizaram-se contra a possibilidade do governo federal alterar os índices de produtividade agropecuária para fins de desapropriação à reforma agrária. Em reunião com o ministro das relações institucionais, José Múcio Monteiro, o deputado federal Luis Carlos Heinze (PP-RS) expôs que os membros da Frente Parlamentar da Agropecuária – FPA - ficaram surpreendidos com a iniciativa do Ministério da Agricultura de convocar uma reunião do Conselho Nacional de Política Agrícola  - CNPA - para avaliar uma proposta com esse propósito.

 

<?xml:namespace prefix = o ns = "urn:schemas-microsoft-com:office:office" />

 

O parlamentar gaúcho manifestou que a iniciativa do governo, que tem como objetivo ampliar os estoques de terras disponíveis para a reforma agrária, é uma afronta aos agricultores brasileiros. “Aumentar os índices de produtividade para satisfazer a pressão do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem-Terra (MST) será uma injustiça com o setor que mais tem contribuído com a balança comercial do país”, ressaltou.

Além do encontro com o ministro, os parlamentares da bancada também procuraram o presidente do (PMDB), Michel Temer, para cobrar uma posição partidária da sigla que comanda a pasta da Agricultura. Como resposta o líder peemedebista prometeu interceder junto ao ministro, Reinhold Stephanes, para que a discussão do assunto seja suspensa.

 

 

Heinze destaca que colocar em pauta a revisão do índice de produtividade significa complicar ainda mais a situação da agropecuária brasileira. “Será que não basta os produtores conviverem com os problemas da falta crédito, preços baixos, altos custos de produção, leis ambientais, invasões de terras, agora mais está polêmica incentivada pelo governo”, questiona.

 

 

Fonte: Assessoria de Imprensa Dep. Luis Carlos Heinze

Fonte:
Dep. Luis Carlos Heinze

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

Ao continuar com o cadastro, você concorda com nosso Termo de Privacidade e Consentimento e a Política de Privacidade.

0 comentário