Enquanto 37 empresas exportam mais, Embraer, Bunge e Amaggi diminuem negócios

Publicado em 07/06/2010 10:23 292 exibições
Em comparação com os 4 primeiros meses de 2009, exportadoras brasileiras registram 45,7% de aumento nas exportações.
De janeiro a abril deste ano, três exportadoras incluídas no grupo das 40 maiores companhias do país com negócios no exterior venderam menos em valores em relação ao mesmo período do ano anterior: Embraer, Bunge e Amaggi.

Este índice negativo, porêm, não reflete uma desaceleração no setor. Pelo contrário. É uma reviravolta grande nos negócios, pois em 2009, nada menos que 22 companhias mostravam queda no acumulado das exportações em relação ao mesmo período de 2008, entre elas a gigante Petrobras.

De acordo com dados da Secretaria de Comércio Exterior (Secex), subordinada ao Ministério do Desenvolvimento, as 40 maiores exportadoras brasileiras venderam, de janeiro a abril deste ano, 45,7% a mais que no quadrimestre inicial de 2009: foram US$ 27,120 bilhões (FOB) este ano para US$ 18,604 bilhões em 2009.

No ranking das maiores exportadoras, a Petrobras liderou até abril, com US$ 5,822 bilhões (FOB) em quatro meses, seguida pela Vale com US$ 4,060 bilhões, pela Embraer com US$ 1,122 bilhão, e pela Bunge, com US$ 1,037 bilhão. No primeiro quadrimestre de 2009, a lista era encabeçada pela Vale, seguida de Petrobras, Bunge e Embraer.

O melhor desempenho comercial nos primeiros 4 primeiros meses de 2010 se deve, segundo especialistas, a três fatores: reajuste de preços de várias mercadorias importantes na pauta exportadora brasileira, escoamento da safra agrícola, e a menor volatilidade no câmbio.  

Outra característica da balança até abril foi a recuperação nas exportações das montadoras. A Volkswagen, 11ª colocada entre as maiores exportadoras, vendeu 26,4% mais nos primeiros quatro meses de 2010 ante o mesmo período de 2009, enquanto a Mercedes-Benz registrou vendas externas 32,16% mais altas. Também exportaram mais a GM (+91,55%), a Fiat (+100,97%), a Ford (+63,85%) e a Renault (+136,56%). No ano passado, todas essas companhias mostravam receita de exportação menor no primeiro quadrimestre ante 2008.

Fonte:
Expresso MT

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário