Rossi e ministro peruano firmam memorando na área sanitária

Publicado em 17/06/2010 08:44 190 exibições
Os ministros da Agricultura do Brasil, Wagner Rossi, e do Peru, Adolfo de Cordova, assinaram memorando de entendimento nos campos sanitário e fitossanitário, nesta quarta-feira (16), em Manaus/AM. Rossi integrou a comitiva do presidente Luiz Inácio Lula da Silva no encontro com o presidente peruano Alan García e ressaltou o interesse na troca de produtos com o vizinho sul-americano. “A balança comercial do agronegócio é positiva para o Brasil e o estímulo a essas atividades poderá promover o equilíbrio do comércio”, afirmou.

O documento vai facilitar a cooperação entre os dois países, fortalecer as negociações bilaterais e promover o intercâmbio de animais e produtos e origem animal, plantas e produtos vegetais. O acordo também prevê medidas que evitem ingresso ou disseminação de doenças e pragas nos dois territórios.
Cebola - Cordova reiterou a intenção de exportar cebola para os estados do Acre e Rondônia e recebeu a garantia do ministro brasileiro no encaminhamento da análise de risco de pragas. Segundo Rossi, a busca de entendimentos entre os dois países é reforçada com a abertura da rodovia Transoceânica, estrada que liga parte da região Norte a três portos do Peru. “O acesso de alimentos era difícil, mas agora esse processo vai tornar o intercâmbio de produtos mais ágil”, salientou.

Balança comercial - Os embarques do agronegócio brasileiro para o Peru somaram, em 2009, quase US$ 138 milhões. Os destaques foram produtos florestais (US$ 62,5 milhões), carnes (US$ 12,7 milhões) e cereais (US$ 11,7 milhões). No mesmo período, o Brasil comprou do Peru US$ 57,5 milhões em itens agropecuários. As principais importações foram de fibras e produtos têxteis (US$ 23,2 milhões) e alguns produtos hortícolas (US$18 milhões), como aspargos, batatas e cogumelos.

Fonte:
Mapa

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário