Bovespa valoriza 0,43% em dia de poucos indicadores; dólar bate R$ 1,77

Publicado em 18/06/2010 13:46 227 exibições

A Bovespa (Bolsa de Valores de São Paulo) mostra recuperação moderada na sessão de negócios desta sexta-feira. Em um dia de poucos indicadores importantes, as Bolsas americanas operam em terreno positivo. Os mercados estão atentos às notícias sobre o setor bancário europeu.

O Ibovespa, principal índice de ações da Bolsa paulista, sobe 0,43%, aos 64.820 pontos. O giro financeiro é de R$ 2,94 bilhões. Nos EUA, o índice Dow Jones, da Bolsa de Nova York, avança 0,28%.

O dólar comercial é cotado por R$ 1,772, em um declínio de 1,06%. A taxa de risco-país marca 221 pontos, número 1,33% abaixo da pontuação anterior.

Entre as primeiras notícias do dia, a FGV (Fundação Getúlio Vargas) apontou uma inflação de 1,06% em junho, pela leitura do IGP-M, ainda em sua segunda estimativa prévia. Em maio, no mesmo período, a variação foi de 0,95%.

No front externo, o banco central espanhol declarou que o sistema bancário local, sob suspeição após os problemas de algumas instituições financeiras, é "saudável". "O sistema bancário da Espanha, como um todo, é saudável, mesmo se existirem diferenças nas posições financeiras das entidades dentro dele", afirmou o vice-presidente do BC local, Javier Ariztegui.

A União Europeia comunicou que os 25 maiores bancos da região devem sofrer "testes de estresse", para averiguar a resistência a um cenário de piora da crise. Analistas avaliam que os resultados devem ser acompanhados com atenção pelo mercado.

Nos EUA, A fabricante de maquinário pesado Caterpillar, uma dos gigantes mundiais neste setor, reportou um aumento de 11% nas vendas mundiais em maio, na comparação com o desempenho verificado em idêntico período de 2009, com a recuperação dos negócios na América do Norte e da Ásia.

O governo japonês avaliou que a economia nacional está em processo estável de recuperação, com uma base de recuperação sustentável. O relatório de junho contrasta o com texto publicado em maio, onde as autoridades afirmaram que a economia estava em recuperação, mas que continuava em condições frágeis.

Fonte:
Folha Online

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário