China diz que manterá yuan estável em uma "taxa razoável"

Publicado em 13/12/2010 06:54 182 exibições
O governo chinês afirmou neste domingo que vai ampliar seu empenho de combate à inflação em 2011 e que manterá o câmbio do yuan "basicamente estável em um nível razoável e balanceado".

O câmbio artificial utilizado pela China tem fortalecido a economia local (já aquecida e com o papel de maior exportador atual). Com o valor do yuan baixo, a China fica mais competitiva porque exporta seu excedente por um preço mais barato e a demanda cresce. E, ao mesmo tempo, enfraquece balanças comerciais em todo o mundo. Porém, com o câmbio flutuante, outros países do globo veem suas divisas valorizar -- ficando sempre mais cara que o yuan.

Os Estados Unidos, por exemplo, registram neste ano uma sequência de mais de 20 deficit comerciais. Com o consumo interno ainda muito fraco, o país busca nas exportações uma forma de manter a economia girando. Porém, sem compradores em outros países, a desvalorização cambial acaba sendo uma saída para tornar as vendas ao exterior mais competitivas.

Assim, o câmbio do yuan é motivo de grande atrito entre Estados Unidos e China. Washington têm pressionado Pequim a respeito, afirmando que a taxa é mantida artificialmente baixa a fim de aumentar as exportações chinesas de forma injusta. Em novembro, o governo de Barack Obama deu um ultimato à China para que aja rapidamente na reforma de sua taxa de câmbio e que espera ações a respeito até janeiro, quando o presidente da China, Hu Jintao, visitará Washington.

Em comunicado divulgado pela agência oficial de notícias Xinhua neste domingo, a China afirmou que vai adotar medidas para controlar o débito local do governo, um legado dos planos de estímulo pesados estabelecidos no final de 2008 para conter a crise mundial.

A conferência também determinou que os preços de compra do governo para grãos aumentarão, com o objetivo de estimular os agricultores a continuar a plantar lavouras estratégicas. Depois de vários anos de colheitas robustas, planejadores temem que não haja mais espaço para aumentar os resultados do plantio. Nessa área, o câmbio também dá margem para especulações nas commodities agrícolas.

"Vamos melhorar o mecanismo de formação da taxa de câmbio e manter a taxa do yuan basicamente estável em um nível razoável e equilibrado", diz o comunicado divulgado pela Xinhua. O yuan subiu 2,4% desde sua desvinculação com o dólar, em meados de junho.

Fonte:
Folha Online

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário