China se opõe à proposta do G20 sobre taxa de câmbio

Publicado em 18/02/2011 12:56 417 exibições
A China disse nesta sexta-feira que se opôs a incluir medidas sobre taxas de câmbio e reservas em moeda estrangeira em um pacote de indicadores que um encontro entre formuladores de politica monetaria do G20 está tentando acertar para medir os desequilíbrios globais.

O ministro de Finanças chinês, Xie Xuren, também disse que a medida de conta corrente deveria ser substituída por uma de balança comercial. O superávit comercial do país tem diminuído recentemente. "Não achamos apropriado usar taxas de câmbio e reservas reais", afirmou o ministro em encontro com os contrapartes da Rússia, Brasil e Índia, países que juntos formam o Bric.

"Os mercados emergentes, para combater crises financeiras e os choques econômicos, precisam ter uma certa quantidade de reservas", disse. "Precisamos substituir a conta corrente pela balança comercial."

A reunião entre as autoridades dos países do Bric ocorreu antes que os demais ministros de Finanças do G20 se reuníssem a fim de definir indicadores que seriam utilizados como referência para corrigir desequilíbrios na economia global.

Fonte:
Reuters

0 comentário