Gaddafi ataca áreas petrolíferas; líder rebelde rejeita diálogo

Publicado em 03/03/2011 08:58 222 exibições
Pelo segundo dia seguido, as forças do líder líbio, Muammar Gaddafi, atacaram nesta quinta-feira regiões exportadoras de petróleo que estão sob controle dos rebeldes, no leste do país.

A Liga Árabe estuda um plano para pôr fim aos confrontos na Líbia e os Estados Unidos temem que o país possa se transformar num "Somália gigante".

Testemunhas disseram que um avião bombardeou o terminal petrolífero de Brega, no leste, um dia depois de as tropas de Gaddafi terem lançado uma ofensiva terrestre e aérea contra a cidade, a qual foi rechaçada pelas forças rebeldes que a controlam.

Um dos líderes do levante contra o regime de Gaddafi -- que governa o país há 41 anos --,disse nesta quinta-feira que rejeitará qualquer proposta de conversações com ele para pôr fim ao conflito.

O presidente do Conselho Nacional Líbio (um órgão criado pelos rebeldes), Mustafa Abdel Jalil, afirmou que rejeita inteiramente o conceito de conversações com Gaddafi, segundo informou um correspondente da TV árabe Al Jazeera nesta quinta-feira.

Abdel Jalil também disse que ninguém foi contatado para tratar da iniciativa da Venezuela de tentar pôr fim à crise líbia.

Nesta quinta-feira, o líder da Liga Árabe, Amr Moussa, afirmou que um plano de paz proposto pela Venezuela estava sendo avaliado, mas nenhuma decisão havia sido tomada.

Fonte:
Reuters

0 comentário