Ofensiva na Líbia e crise nuclear no Japão direcionam bolsas da Ásia

Publicado em 21/03/2011 07:54 273 exibições
As bolsas da Ásia iniciaram a semana em alta, influenciadas pelo aumento do preço do petróleo no mercado internacional, diante da ofensiva dos países ocidentais na Líbia. As bases do ditador Muamar Gadafi foram atacas por terra e ar, numa ação coordenada por Estados Unidos, Reino Unido e França.

No Japão, a crise nuclear ainda preocupa, porém progressos nas medidas para evitar uma catástrofe minimizaram os temores no mercado. A bolsa de Tóquio não operou nesta segunda-feira devido a um feriado local.

Em Hong Kong, o índice Hang Seng subiu 1,73%, para 22.685,20 pontos, acompanhado pelo Shanghai Composite, da bolsa de Xangai, que ganhou 0,08%, marcando 2.909,14 pontos. Os indicadores apresentaram fôlego, apesar do novo aumento no compulsório promovido pelo banco central chinês na última sexta-feira.

Em Taipé, o Taiwan Taiex avançou 0,87%, para 8.467,71 pontos e, em Seul, o índice Kospi teve valorização de 1,33%, aos 2.003,42 pontos.  O S&P/ASX 200, da bolsa de Sydney, subiu 0,35%, para 4.642,80 pontos, ajudado pelas ações do setor bancário.

Fonte:
Valor Online

0 comentário