JBS tem prejuízo de R$ 539,3 milhões no 4º trimestre de 2010

Publicado em 24/03/2011 16:12 462 exibições
A JBS registrou um prejuízo líquido consolidado de R$ 539,3 milhões no quarto trimestre do ano passado. No mesmo período de 2009, a companhia havia registrado lucro líquido de R$ 127,9 milhões.

A geração de caixa, medida pelo lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) somou R$ 865,9 milhões, o que representa uma alta de 117,7% ante o quarto trimestre de 2009 (R$ 397,8 milhões). A receita líquida cresceu 93,3%, totalizando R$ 14,319 bilhões.

No ano de 2010, a JBS acumulou prejuízo líquido consolidado de R$ 264 milhões, ante um lucro líquido de R$ 220,1 milhões de um ano antes.

O resultado sofreu impacto de gastos não recorrentes, como pagamento de prêmio a debenturistas no montante de R$ 521,9 milhões e gastos de R$ 77,1 milhões com a reestruturação da companhia por conta da incorporação do Bertin.

A filial argentina da JBS gastou no ano passado R$ 41,3 milhões com reorganização e indenizações devido à suspensão temporária das operações em algumas unidades, enquanto a filial americana teve despesas de R$ 90,1 milhões, referentes à reestruturação com a aquisição da Pilgrim's Pride.

Além disso, houve provisão de R$ 25,5 milhões para perda de investimento na Inalca JBS, em decorrência da dissolução da sociedade, anunciada este mês.

O Ebitda consolidado praticamente triplicou no ano, totalizando R$ 3,756 bilhões, enquanto a receita líquida avançou 57,7% na comparação anual, para R$ 55,055 bilhões.

Vale lembrar que a incorporação dos resultados do Bertin e da Pilgrim's Pride passaram a constar nos números consolidados da JBS no primeiro trimestre de 2010. O desempenho da Inalca JBS deixou de ser considerado a partir de abril do ano passado.

Fonte:
Valor Econômico

1 comentário

  • Telmo Heinen Formosa - GO

    É impressionante como Gerentes e Diretores de Fundos Financeiros fazem bobagens nas coisas que administram, em relação aos proprietários Pessoas Fisicas. A começar pelos valores exorbitantes pagos para aquisição de Empresas nas chamadas IPO (Abertura de Capital em Bolsa de Valores). O resultado administrativo aparece nos balanços...

    0