Política no G1: No Senado, Mercadante fala sobre 'aloprados'

Publicado em 28/06/2011 11:41 299 exibições
No Senado, Mercadante diz ter 'interesse total' em explicar 'aloprados'

Ao iniciar sua participação na Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) do Senado nesta terça (28), o ministro de Ciência e Tecnologia, Aloizio Mercadante, disse ter “interesse total” em explicar as denúncias sobre o suposto envolvimento dele com o escândalo dos “aloprados”, como ficou conhecido o episódio envolvendo a compra por petistas de um suposto dossiê, em 2006, contra o ex-governador de São Paulo, José Serra.

Ao ver que o plenário da CAE estava lotado de senadores, assessores e jornalistas, Mercadante, que foi convidado para falar sobre o tema “Economia e competitividade: a importância da inovação", ironizou a presença maciça na comissão.

“Fico muito feliz em ver esse interesse imenso em ciência e tecnologia. Recebo e acolho esse interesse imenso a favor do Brasil. Mas sei que algumas pessoas estão aqui por outras questões e tenho interesse total também em esclarecer isso”, disse Mercadante.

O ministro da Ciência e Tecnologia entrou no plenário da CAE por volta de 10h20 e recebeu 30 minutos para exibir uma apresentação de slides com detalhes e políticas de sua pasta.

Mercadante foi apontado em reportagem da revista “Veja” como um dos "mentores" da compra do suposto dossiê contra o candidato tucano. O episódio resultou na prisão em flagrante, em 15 de setembro de 2006, de militantes do PT.

Confiantes nas explicações que Mercadante dará para o caso, senadores governistas dizem que irão interpelar o ministro sobre a reportagem da revista.

No dia 20 de junho, ele negou envolvimento no episódio lembrando que uma comissão parlamentar de inquérito investigou o caso e sem que o nome dele fosse citado por nenhum dos envolvidos.

"Tivemos cinco anos atrás uma CPI. Todas as pessoas envolvidas foram ouvidas. Eu nunca fui citado nesse momento. Tivemos um parecer do procurador-geral da República dizendo que eu não tinha qualquer indício de participação nesse episódio", afirmou Mercadante, em Fortaleza, onde participou da abertura de uma conferência.

Além de negar envolvimento, Mercadante ainda disse estar “totalmente de acordo” com a realização de novas investigações sobre sua suposta participação no escândalo.

“Se as pessoas quiserem voltar a investigar, estou totalmente de acordo. Estou disposto a participar de qualquer forma, em qualquer lugar, qualquer tema da vida pública. Sou um homem transparente."

Fonte:
G1.com

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário