OMC censura restrições da China a exportação de matérias-primas

Publicado em 05/07/2011 16:53 e atualizado em 05/07/2011 19:10 200 exibições
A Organização Mundial do Comércio (OMC) criticou nesta terça-feira as restrições que a China impõe sobre as exportações de algumas matérias-primas necessárias para produzir produtos tecnológicos, alumínio, aço e produtos químicos.

A OMC respondeu assim à disputa levantada em 2009 pelos Estados Unidos, a União Europeia (UE) e México, e que contou também com a participação da Arábia Saudita, Argentina, Brasil, Canadá, Coreia do Sul, Chile, Colômbia, Equador, Índia, Japão, Noruega, Taiwan e Turquia.

A disputa envolvia as restrições da China a suas exportações de várias matérias-primas alegando motivos ecológicos. China é um dos principais produtores mundiais destes produtos, que são imprescindíveis para a manufatura de produtos tecnológicos, aço, alumínio e diversos produtos químicos.

Os denunciantes argumentaram que a imposição destas restrições à exportação cria escassez e eleva os preços das matérias-primas nos mercados internacionais, o que prejudica globalmente os fabricantes que as precisam.

Fonte:
Agência EFE

0 comentário