Agricultores sem-terra invadem fazenda da Cutrale em SP

Publicado em 24/08/2011 07:18 217 exibições
Integrantes do MST, Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra, invadiram, pela segunda vez, a fazenda Santo Henrique, da empresa Cutrale. A área fica no centro-oeste de São Paulo.

Os integrantes cortaram eucaliptos de propriedades vizinhas e levantaram os barracos perto da sede. Representantes do Movimento Sem-Terra de 10 regiões do estado de São Paulo se concentraram em Borebi, no centro-oeste paulista, para a Jornada Nacional de Mobilização a Favor da Reforma Agrária.

O MST alega que a fazenda da Cutrale, uma das maiores empresa de produção de suco de laranja do país, fica em terra que seria destinada a assentamentos.

Os pomares ocupam dois mil hectares de área, onde há um milhão de pés de laranja plantados. Todos os dias, 15 carretas carregadas de laranja saem da fazenda com destino à Araraquara. Por causa da ocupação, o serviço foi interrompido parcialmente. Alguns manifestantes se instalaram debaixo do equipamento usado para carregar os caminhões.

A primeira invasão da área aconteceu em 2009. Segundo o Incra, a área pertence à União, mas a Cutrale conseguiu na Justiça o reconhecimento do título da propriedade. O Incra informou que vai tentar reabrir o processo com a ajuda da Advocacia Geral da União.

Em nota, a Cutrale disse que já provou a legalidade da aquisição da propriedade e que a fazenda Santo Henrique apresenta alta produtividade. A empresa vai entrar na justiça com o pedido de reintegração de posse da área.

Fonte:
Globo Rural

0 comentário