Aversão ao risco leva dólar a R$ 1,80

Publicado em 19/09/2011 13:26 366 exibições
O temor de um default da Grécia e uma forte especulação no mercado de câmbio interno levaram o dólar a R$ 1,80, na máxima desta segunda-feira, o que equivale a uma valorização superior a 3%.

Trata-se do nível mais alto desde 20 de julho de 2010, quando a divisa americana atingiu R$ 1,801 durante o pregão.

Por volta de 12h, a moeda subia 2,65%, cotada a R$ 1,777 na compra e a R$ 1,779 na venda. No mercado futuro, o contrato de outubro negociado na BM&FBovespa avançava 2,58%, a R$ 1,785.

O gerente de câmbio da Treviso Corretora de Câmbio, Reginaldo Galhardo, explica que a rápida e acentuada alta no preço da moeda indica uma forte especulação. “Há tempos, tem entrado muito dólar no país. Agora, os investidores têm muito dólar na mão e tentam vender o ativo a um preço mais caro para o Banco Central”, avalia.

Um operador que preferiu não se identificar afirmou que “é normal que o real tenha uma performance ruim em momentos de estresse no cenário mundial, o que também está acontecendo com as moedas de outros emergentes”. Ele lembrou ainda a influência da atuação do governo no câmbio.

No mercado de dólar futuro, os investidores não residentes estão comprados (aposta na alta do dólar) em US$ 2,30 bilhões, o que não acontecia desde janeiro deste ano.

No mercado de câmbio externo, o Dollar Index, que mede o desempenho da moeda americana ante seis divisas, tinha alta de 1,04%, aos 77,34 pontos.

O euro seguia em trajetória de queda na comparação com o dólar. Minutos atrás, a moeda comum europeia recuava 1,25%, a US$ 1,362.

O Índice CRB, que mede o desempenho das commodities, tinha queda de 1,62%, aos 324,20 pontos.

Fonte:
Valor Econômico

0 comentário