Com quarta queda seguida, Ibovespa caminha de volta à mínima do ano

Publicado em 22/09/2011 16:34 e atualizado em 22/09/2011 17:28 199 exibições
Com queda acima de 5% hoje, o Ibovespa perdeu um importante suporte gráfico, nos 55 mil pontos, e a fase de indefinição pode ter sido deixada para trás.

Segundo o gerente de análise gráfica da Lopes Filho, José Faria de Azevedo Filho, após o repique iniciado em agosto, o principal índice da Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) operava sem uma tendência em setembro.

Nesta semana, contudo, as praças acionárias sinalizaram trajetória negativa no Brasil e na cena externa.

“O Dow Jones fez um fundo em agosto, nos 10.605 pontos, e hoje já encostou nele novamente, ao marcar 10.637 pontos. No caso do Ibovespa, o fundo [de 8 de agosto] foi de 47.793 pontos. Desta forma, apenas para se ajustar ao mercado americano, o índice brasileiro precisa buscar os 48 mil pontos”, assinala.

Mesmo com a possibilidade de recuperação intradiária, a situação de curto prazo para a bolsa brasileira é negativa.

“Para anular esta expectativa de desastre, o Ibovespa precisa ultrapassar os 57.500 pontos. Não vejo muito espaço para o mercado conseguir fugir dessa tendência”, observa o gerente.

Por volta das 16h15, o Ibovespa recuava 5,3%, aos 53.020 pontos. O volume negociado estava em torno de R$ 6,2 bilhões.

Em Wall Street, o índice Dow Jones caía 4,42%, o S&P 500 perdia 4,13% e o Nasdaq cedia 4,11%.

Fonte:
Valor Econômico

0 comentário