Exportações do agronegócio paulista sobem 15,8% até outubro, para US$ 19,45 bilhões

Publicado em 11/11/2011 14:18 175 exibições
As exportações do agronegócio paulista subiram 15,8%, para US$19,45 bilhões, em janeiro-outubro, comparado com igual período de 2010,de acordo com o Instituto de Economia Agrícola (IEA-Apta) da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo. Como as importações tiveram acréscimo de 32,9%, para US$8,64 bilhões, o saldo comercial do período ficou restrito a US$10,81 bilhões (mais 5%). 
Ainda assim, o superávit do agronegócio paulista contribuiu para que o déficit do comércio exterior do Estado não fosse maior, dizem os pesquisadores José Roberto Vicente e José Sidnei Gonçalves. Isto porque as importações nos demais setores da economia paulista somaram US$60,19 bilhões, contra exportações de US$30,04 bilhões, gerando déficit externo de US$30,15 bilhões. 
A participação das exportações do agronegócio paulista no total das vendas externas estaduais encolheu 0,2 ponto percentual, segundo os analistas do IEA. Já a participação das importações aumentou 0,9 ponto percentual, em janeiro-outubro comparado com o mesmo período de 2010.
Em relação ao agronegócio brasileiro, as exportações setoriais paulistas representaram 23,5%, ou seja, 1,6 ponto percentual a menos do que em janeiro-outubro. Por sua vez, as importações estaduais representaram 31,9% do total nacional do setor, ou seja, 2,3 pontos percentuais a menos do que o verificado no ano passado. O agronegócio brasileiro exportou US$ 82,76 bilhões no período (aumento de 23,8%), enquanto as importações atingiram US$ 27,09 bilhões (mais 42,6%). 
O superávit da balança comercial do setor foi de US$ 55,67 bilhões (acréscimo de 16,3%). “Portanto, o desempenho dos agronegócios sustentou a balança comercial brasileira, uma vez que os demais setores, com exportações de US$ 129,38 bilhões e importações de US$ 159,66 bilhões, produziram no período um déficit de US$ 30,28 bilhões”, concluem os pesquisadores do IEA.           
A íntegra da análise está disponível em: www.iea.sp.gov.br 
Fonte:
Sec. Agricultura SP

0 comentário