Em resposta à nota do Cimi, blog Questão Indígena retomará temporariamente as atividades

Publicado em 12/12/2013 08:17 e atualizado em 12/12/2013 09:01 980 exibições

No ultimo dia 09 de dezembro o Conselho Indigenista Missionário (Cimi), organização filiada à Igreja Católica, divulgou em seu site oficial uma Nota Pública (leia aqui) na qual acusa o Questão Indígena de veicular "notícias falaciosas e preconceituosas, além de fomentar opiniões declaradamente anti-indígenas". Ainda de acordo com a nota do Cimi, o Questão Indígena tem "veiculado apenas as visões dos grupos que se opõem aos direitos dos povos originários, sem dar espaço a outros setores da sociedade e aos próprios indígenas." Além do Cimi, assinam a nota a Associação Brasileira de Antropologia (ABA), a Associação de Juízes pela Democracia, o Centro de Trabalho Indigenista (CTI), entre outras organizações, profissionais e abobalhados.

Em homenagem a inteligente atitude do Cimi, a equipe do Questão Indígena decidiu, unanimemente, retomar temporariamente as atividades apesar da completa e absoluta falta de condições e recursos. 

Em reposta às acusações bisonhas da nota pública do Cimi a equipe do QI tem a dizer o que segue:

Divulgar informações mostrando e ressaltando as visões de apenas um dos lados da questão indígena no Brasil sem dar espaço para que os produtores rurais mostrem o seu ponte de vista foi o tudo o que o Cimi e as organizações indigenistas sempre fizeram. Muitas dessas organizações recebem, inclusive, recursos públicos para tanto, como é o caso do CTI, que recebeu mais de um milhão de reais de dinheiro público nos últimos dois anos, e da ABA. As acusações cuspidas pela nota do Cimi sobre a equipe do Questão Indígena em verdade aplicam-se como uma luva aos portais do próprio Cimi e do indigenismo radical. 

O que incomoda essa turma de ideólogos cegos é o fato de o Questão Indígena ser a contra-parte deles mesmo. O Questão Indígena, assim como os demais sites acusados na nota do Cimi, como o Blog do Jornalista Moacir Pereira e o Antropowatch, abrem espaço para as opiniões daquelas pessoas afetadas pelas demarcações espúrias da Funai. Gente, cujo sofrimento sempre foi ignorado pela máquina de mídia desinformativa do Cimi. Gente violentada pela ação protomoral do indigenismo em defesa da minoria indígena. 

A equipe do Questão Indígena ressalta ainda que não ataca os índios nem sua cultura. O Questão Indígena não é contra os índios. O Questão Indígena é contra a antropologia radical que se baseia no ressentimento pela violência histórica sofrida pelos indígenas no passado para moralizar e justificar o emprego de violência contra os não índios no presente. 

Parabéns, meus caros indigenistas radicais! Vocês acabaram de provocar o retorno do Questão Indígena. 

Fonte:
Blog Questão Indígena

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

9 comentários

  • EDMILSON JOSE ZABOTT PALOTINA - PR

    É preciso que o QI , continue a lutar junto com os agricultores do bem pelo direito a Propriedade e a manutenção das familias .A Igreja Católica a qual sou parte , deveria vir a Público falar sobre o assunto com urgencia para evitar uma tragédia maior . A Igreja Católica é muito mais forte que este CIMI que JUNTO com A FUNAI , vem causando todo este estrago no BRASIL . Os Diretores do CIMI deveriam viver junto as aldeias para saber do trabalho da FUNAI junto a estes povos e depois falar a verdade.

    0
  • João Guilherme Barbedo Marques Rio de Janeiro - RJ

    Em aditamento a Claudio Cassol digo que a ação do governo, com a qual não posso concordar, tem uma explicação.

    A única atividade que "cria riqueza" é a agricultura e, portanto, qualquer plano que pense melhorar a situação económica do país, tem de pedir, a bem ou a mal, que a agricultura pague o custo do plano.

    O profundo mal é que a sociedade não reconhece essa doação da agricultura e, pelo contrário, lhe pede sempre mais como se fosse uma atividade parasitária

    0
  • Claudio Cassol Santa Maria - RS

    - Constato que o gov.federal, somente, dá proteção as ações, que envolve retirada do DIREITO DE PROPRIEDADE, dos Lutaram Para Consegui-la, com Muito Suor, Trabalho e Luta.

    - Agora, mudo de assunto, Quando o Governo Federal, vai Indenizar os Produtores Rurais,pelo ROUBO QUE CAUSOU, no PLANO REAL, deixando-Nos a t é Hoje, com Dívidas Causadas, pelo Câmbio Irreal e Predatório. E pelo Aviltamento, no caso Arroz, dos R$14, puxados com as importações predatórias, para R$5,00. Bem como o Trigo, o Soja que veio a R$7,00 e assim, por diante.Tá na hora do Brasil Acordar.

    0
  • João Guilherme Barbedo Marques Rio de Janeiro - RJ

    Os meus parabéns. Muitas vezes, tenos de dizer que ainda b em que vem o mal, porque ele provoca o bem. Muitas vezes, porém, o mal continua mal, como o caso evidente da CIMI

    0
  • HAROLDO FAGANELLO Dourados - MS

    Caro amigo Edison T. Holz, a Igreja Católica nunca foi e nunca será do "chifrudo", bem que ele tenta tomá-la através de seus próprios fiéis ou não fiéis, mas sabemos que existe a promessa de Jesus Cristo que o demônio não prevalecerá e, isso é uma promessa DELE, portanto certeza para nós fieis. Os erros são de alguns homens que fazem parteda Igreja...

    0
  • Edison tarcisio holz Terra Roxa - PR

    se for igreja de jesus cristo não pode jogar agricultor debaixo de lona isso é coisa do chifrudo não posso fazer parte dessa igreja pois a minha é de jesus cristo

    0
  • HAROLDO FAGANELLO Dourados - MS

    Também sou Católico praticante e apaixonado pela Igreja Católica e sua História, mas é inegável que tem dentro dela Judas confessos, padres e Bispos míopes em termos de Doutrina (inclusive doutrinas já condenadas mais de uma vez pelo Vaticano...) e dentro da CNBB, que congrega as pastorais e as políticas, afloram com muita clareza esse lado pseudo-socialista(comunista) de muitos de seus membros e diria até militantes.Cabe a nós católicos realmente separar o joio do trigo....

    0
  • JOAO AUGUSTO PHILIPPSEN Santo Augusto - RS

    Ora meu amigo Rodrigo de Camburiú, como você, também sou Católico mas não engulo essa de que a mesma coisa, não é a mesma coisa. Se assim não é porque não veem de público esclarecer? Estão a usar a tática da companheirada, não sei de nada, não vi nada.....estão a cometer os mesmos crimes que já cometeram no passado, só falta mandarem queimar quem for contra para purificar a RAÇA. Eles são é um bando de covardes a se aproveitar da fé do povo, defendendo interesses sabe-se lá de quem! Dos Indígenas temos certeza que não é, que desam do muro e assumam alguma posição ou então que se transfiram todos para Brasilia, que lá estarão em CASA.

    0
  • Rodrigo Polo Pires Balneário Camboriú - SC

    "O Cimi é um organismo vinculado à CNBB (Conferência Nacional dos Bispos do Brasil) que, em sua atuação missionária, conferiu um novo sentido ao trabalho da igreja católica junto aos povos indígenas." Essa è a definição do que è o Cimi, em seu pròprio site. Para quem sabe, esse novo sentido ou nova forma de atuar não tem o apoio da Igreja Catòlica. Na verdade são pessoas que estão trabalhando para destruir o Catolicismo. Qualquer um sabe que a intenção dessas ações visa desligitimar a propriedade privada, e sabe tambèm que, a Igreja Catòlica defende a propriedade privada. Essa pessoas não são missionàrios, são militantes a serviço de uma causa.

    0