MS: Polícia prende fazendeiros envolvidos em ataque a indígenas com 1 morto

Publicado em 18/08/2016 12:43
327 exibições

A Polícia Federal cumpriu cinco mandados de prisão preventiva na manhã desta quinta-feira (18), em Caarapó, a 264 km de Campo Grande. A força-tarefa, denominada Avá Guarani, foi em busca de fazendeiros envolvidos na retirada violenta de indígenas da Fazenda Yvu, que resultou na morte de um índio e na lesão de outros nove por arma de fogo, em junho deste ano.

Além de Caarapó, os policiais estiveram em Campo Grande, Dourados e Laguna Carapã. Ao G1a assessoria de imprensa da PF ressaltou que agentes da superintendência também atuaram na operação, desde a madrugada. Os presos prestam depoimento neste momento no município de Dourados. Ainda conforme a assessoria, as investigações foram conduzidas pelo Ministério Público Federal (MPF) e a Justiça Federal acatou os pedidos. Além de prisões, houve buscas e apreensões.

A investigação aponta que os proprietários rurais teriam envolvimento direto com o ataque e podem responder pelos crimes de homicídio e dano qualificado, constrangimento ilegal, lesão corporal e formação de milícia privada.

De acordo com o MPF, as prisões preventivas são uma "garantia da ordem pública e objetiva evitar novos casos de violência às comunidades indígenas da região – que já sofreram novo ataque, em 11 de julho, o qual deixou outros três índios feridos, dois deles, adolescentes".

Leia a notícia na íntegra no site do G1 MS

 

Fonte: G1 MS

Nenhum comentário