Lavouras de soja no Mato Grosso sofrem com o clima seco

Publicado em 20/12/2011 07:25 e atualizado em 20/12/2011 09:48 1851 exibições
Algumas regiões produtoras de soja no Mato Grosso, principal produtor da oleaginosa no país, começam a sofrer com condições climáticas desfavoráveis. De acordo com o superintendente do Imea (Instituto Mato-Grossense de Economia Agropecuária), a estiagem já compromete plantações nas regiões oeste, centro-sul e sudeste.

Caso o clima seco persista, a redução da produtividade será ainda mais expressiva do que a já estimada. O Imea informa que o rendimento das lavouras do estado devem ser de 3.174 quilos por hectare. O volume já é 1,1% menor do que o registrado na safra anterior.

Em contrapartida, o aumento da área plantada com soja aumentou no Mato Grosso. Na temporada 2011/12, o sojicultores semearam 6,78 milhões de hectares com a oleaginosa, área 5,8% maior do que no ciclo anterior. A área desta colheita supera a média das últimas cinco safras em 21%.

Por conta desse aumento da área, mesmo com a queda na produtividade, a produção do estado deverá ser de aproximadamente 21,5 milhões de toneladas. O volume é 4,6% maior do que o da colheita 2010/11.

Com informações da Folha de S. Paulo. Para ler a coluna de Mauro Zafalon na íntegra, clique no link abaixo:

>> Soja começa a enfrentar clima adverso em várias regiões de MT

Aprosoja: Área de soja em MT perto de 7 milhões de hectares

As projeções para a cultura da soja em Mato Grosso é de incremento de área. De acordo com o último levantamento realizado pelo Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea) a área plantada com a oleaginosa no estado está próxima dos 7 milhões de hectares. Um aumento de 3% em relação ao levantamento realizado pelo Instituto em outubro, que era de 6,78 milhões de hectares.

Esse aumento no plantio deve-se às regiões que possuíam área de pastagem em desuso ou com baixa competividade, em especial no nordeste de Mato Grosso, e que estão sendo convertidas para a agricultura. Segundo dados do Imea o incremento na região foi de 30,7% com relação à safra passada, saindo de 694.200 hectares em 2010/11 para 907.200 neste ciclo.

Com relação a produtividade, o superintendente do Imea, Otávio Celidônio, destaca que o Instituto está trabalhando com projeções e com base na média do estado, que é de 52,9 sacas por hectare. Dentro deste cálculo a estimativa é que a produção de soja em Mato Grosso na safra 2011/12 alcance 22,16 milhões de toneladas.

Porém, Celidônio esclarece que o Imea ainda não analisou se as regiões afetadas pela seca terão quebra de produtividade. “O Sul e o Oeste enfrentaram um período de instabilidade e irregularidade de chuvas que trouxe prejuízos para muitos produtores. Temos relatos de replantio e ainda não sabemos o quanto isto irá impactar no resultado final do estado. Ainda é cedo para afirmar que teremos recorde de produção de soja em Mato Grosso”.

Tags:
Por:
Carla Mendes
Fonte:
NA com Aprosoja

0 comentário