Safra 11/12: Com estiagem, Agroconsult reduz estimativa para milho e soja no Brasil

Publicado em 13/01/2012 10:53 948 exibições
O tempo quente e seco na América do Sul, principalmente no Sul do Brasil e em grande parte da Argentina, está castigando as lavouras e fazendo com que as insituições públicas e as consultorias privadas revejam seus números para as safras desses países. No Brasil, o milho é a cultura mais afetada e na Argentina a soja é a que sofre mais.

A Agroconsult reduziu suas projeções para as safras de soja e milho do Brasil em 5,6 milhões de toneladas. Para a oleaginosa, a consultoria reduziu sua previsão de 75,18 para 73,52 milhões de toneladas. No milho, o declínio registrado foi de 65 para 61 milhões de toneladas.

"Voltamos a ter um padrão normal (para anos de La Niña), infelizmente em anos de La Niña é comum a gente ter esse tipo de comportamento do clima, de veranicos e até seca nas regiões ao Sul do Brasil", disse o diretor da Agroconsult, André Pessôa.

Caso os números se confirmem, mesmo com as perdas a produção de soja da safra 11/12 deverá ser a segunda maior da história, ligeiramente menor do que as mais de 75 milhões de toneladas produzidas no ciclo anterior. Para o milho, a colheita será recorde se for mesmo de 61 milhoes de toneladas ante as 57,5 milhões de toneladas da safra 10/11.

O principal motivo para esses "recordes" seria o aumento de área para as duas culturas. "A área plantada cresceu sim e ajuda a produzir uma safra (de soja) que é quase tão grande (quanto a anterior), apesar de termos perdido alguma soja no Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná", informou Pessôa.

Com informações da Reuters.

Tags:
Por:
Carla Mendes
Fonte:
Notícias Agrícolas

0 comentário