CBOT: Trigo e milho têm mais um dia de alta e puxam mercado da soja

Publicado em 26/01/2012 07:52 1232 exibições
Os futuros do trigo negociados na Bolsa de Chicago operam em alta pelo sexto dia consecutivo nesta quinta-feira. Segundo analistas ouvidos pela agência internacional Bloomberg, os preços conseguem impulso na redução das exportações da Rússia. Essa restrição por parte terceiro maior exportador mundial do grão poderia aumentar a demanda pelo produto norte-americano e o cenário acaba trazendo suporte para o mercado em Chicago.

Com altas um tanto mais tímidas do que no início da semana, o trigo para o vencimento março/12, por volta das 8h30 (horário de Brasília), era cotado a US$ 6,52, subindo 10,75 pontos. Já o maio valia US$ 6,65, com alta de 9 pontos.  

Dados do instituto russo de pesquisa agrícola SovEcon mostram que os estoques dos produtores das principais regiões produtoras da Rússia caíram a níveis menores do que os do ano passado. Em alguns pontos, esse recuo já chega a 50%.

O avanço do trigo puxa também os preços da soja e do milho na CBOT. Ontem, o cereal também fechou a terça-feira em alta, assim como o trigo. Já a soja, nesta terça-feira, durante toda a sessão regular operação sem direção, mas acabou perdendo força no fim dos negócios e fechou no vermelho.

Porém, no pregão noturno de hoje, os futuros da oleaginosa, às 8h35, operavam com mais de 10 pontos positivos nos principais vencimentos. Os ganhos no mercado do milho chegavam a quase 9 pontos nos contratos mais próximos.

O cereal sobe também, ainda de acordo com a Bloomberg, por conta de informações do agravamento de uma seca no México que estaria prejudicando a produção de milho. O país é o segundo maior importador mundial de milho, ficando atrás apenas do Japão. Essas informações poderiam sinalizar um aumento da demanda mexicana pelo grão norte-americano, fato que impulsiona o avanço dos preços em Chicago.

Com informações da Bloomberg.

Tags:
Por:
Carla Mendes
Fonte:
Notícias Agrícolas

0 comentário