Soja se recupera e fecha o dia acima de US$ 15 na Bolsa de Chicago

Publicado em 30/04/2012 16:02 e atualizado em 30/04/2012 17:03 1335 exibições
A soja surpreendeu o mercado, se recuperou e fechou a segunda-feira acima dos US$ 15 por bushel na sessão regular na Bolsa de Chicago. A oleaginosa encerrou o pregão noturno em baixa e durante quase todo o diurno operou em queda por conta de um movimento de realização de lucros, mas, ao final dos negócios, conseguiu tomar um fôlego focando-se, novamente nos fundamentos. 

Como já vinha sendo sinalizado por muitos analistas, a tendência de preços firmes continua latente no mercado e não deve se afastar até meados de julho. Os temores são de que falte soja para abastecer o mercado mundial em tempos de demanda bastante aquecida. 

Nesta segunda-feira, o USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos) anunciou a venda de 220 mil toneladas de soja para a China a serem entregues na safra 2012/13. Na semana passada, o departamento também divulgou algumas vendas. Essas movimentações confirmam esse bom momento da demanda que acontece, porém, ao mesmo tempo que uma severa quebra na safra da América do Sul. 

Por conta de uma severa estiagem causada pelo La Niña, a colheita do Brasil e da Argentina, os dois principais exportadores mundiais da commodity depois dos Estados Unidos, ficou comprometida e foi drasticamente reduzida. Esse declínio na produção estimula uma migração da demanda pela soja brasileira e argentina para o produto norte-americano, fator que também estimula a alta dos preços. 

Diante deste cenário, portanto, as cotações futuras da soja tiveram uma expressiva recuperação e fecharam o dia com altas de dois dígitos nos principais vencimentos, com exceção do contrato maio, que fechou com alta de 6,25 pontos, porém, acima dos US$ 15. 
Tags:
Por:
Carla Mendes
Fonte:
Notícias Agrícolas

0 comentário