CBOT: Correção técnica faz soja operar no positivo nesta terça-feira (25)

Publicado em 25/09/2012 09:54 e atualizado em 25/09/2012 14:21 1019 exibições
Após as recentes quedas registradas pela soja nas últimas sessões na Bolsa de Chicago devido ao avanço da colheita norte-americana de grãos, a commodity iniciou esta terça feira (25) com uma leve recuperação, trabalhando com ganhos entre 3,75 e 6,25 pontos por volta das 12h01(horário de Brasília) . No início da tarde, entretanto, a oleaginosa  passou a operar em território misto, e por volta das 14h09(horário de Brasília), três entre os quatro principais vencimentos já operavam no vermelho, voltando ao território positivo por volta das 14h16(horário de Brasília). O milho e o trigo, que também registraram recuo nos últimos dias , iniciaram a sessão de hoje em campo positivo mas já começam a apresentar recuo, operando no negativo.

O mercado da soja, que vinha em queda especialmente devido à entrada da safra dos Estados Unidos e em menor proporção à instabilidade do cenário financeiro, vinha registrando alta nesta terça-feira como parte de um movimento de correção técnica, já que devido às recentes baixas, os compradores retornam ao mercado, entendendo que este é um bom período para compras. "As quedas para a soja foram um pouco mais fortes, e alguns compradores entendem como um bom momento de compras. Portanto, o mercado está tentando reagir em função do interesse de compras de alguns investidores", diz  Steve Cachia, analista de mercado da Cerealpar.

De acordo com Cachia, mesmo com a quebra da safra norte-americana, essa pressão sazonal causada pela colheita da soja já era esperada, e a expectativa a longo prazo é que haja recuperação dos preços, já que os estoques continuam apertados e a demanda deve continuar forte. Para ele, podem até haver quedas mais significativas antes do retorno de um movimento de reação do mercado.

O milho e o trigo, que também iniciaram a terça-feira(25) em território positivo, apresentaram recuo e já operam no vermelho na CBOT. Por volta das 12h03 (horário de Brasília), o milho apresentava perdas entre 1,75 e 2,25 pontos, registrando US$ 7,46/bushel para o contrato março/13. Já o trigo, no mesmo horário, operava com perdas entre 4,00 e 8,25 pontos, registrando US$8,95 no vencimento Março/13.
Tags:

0 comentário