Argentina: Plantio da soja chega a 22% e clima deve melhorar nos próximos dias

Publicado em 16/11/2012 12:47 575 exibições
Área plantada com soja deve atingir 19,36 milhões de hectares na Argentina
O Ministério da Agricultura da Argentina divulgou nesta quinta-feira (15) o relatório de acompanhamento de safra estimando quer a área plantada com soja no país na produção 2012/13 deve alcançar o número recorde de 19,36 milhões de hectares, frente 18,67 milhões de hectares na safra anterior. Essa é a primeira previsão do Governo para a safra da oleaginosa 2012/13 e vai de encontro com as estimativas de agências privadas. 

Por outro lado, segundo a Bolsa de Cereais de Buenos Aires a área cultivada no país deve atingir 19,7 milhões de hectares. Ainda de acordo com a Bolsa, cerca de 22% da área de soja foi plantada, até o momento. Em relação ao mesmo período do ano passado, o atraso é de 15,4 pontos percentuais. 

A expectativa é que os produtores rurais argentinos alcancem números históricos de produção de soja e milho em 2012/13 em função do aumento da área plantada por conta dos altos preços da oleaginosa no mercado internacional e do clima favorável na América do Sul, embora a Argentina venha sentindo a pressão de algumas adversidades pontuais. Na cultura do milho, a área cultivada é de 45%, um recuo de 17 pontos em relação a 2011.
O excesso de chuvas nos últimos dois meses inundou áreas e atrasou o plantio argentino, mas com a recente onda de clima mais seco as condições do solo melhoraram o que contribuiu com o avanço na semeadura. 
A projeção realizada pelo USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos) indica que a Argentina deve produzir 55 milhões de toneladas de soja em 2012/13, número acima do recorde da safra 2009/10, de 52,7 milhões de toneladas. 

No caso do milho, a projeção inicial era de que a produção do país chegasse a 28 milhões de toneladas em 2012/13, mas em decorrência do atraso no plantio a previsão é de 26 milhões de toneladas, de acordo com a Associação de Produtores Argentinos de Milho (Maizar). Apesar da redução, a produção do cereal está acima do recorde de 24 milhões de toneladas de 2010/11. 

Já no Brasil, o 2º levantamento da safra divulgado pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) no último dia 8 de novembro, apontou que a safra nacional de grãos 2012/13 deve ficar entre 176,82 e 181,55 milhões de toneladas, um aumento de 6,4% a 9,3%. 

A soja apresentou um crescimento de produção projetado entre 13,71 milhões e 16,61 milhões de toneladas em relação à safra anterior. E o milho primeira safra registrou um aumento entre 216,6 mil e 1,52 milhão de toneladas. Segundo a companhia esse aumento é decorrente dos altos preços do grão no mercado em função da quebra da safra dos principais países exportadores.
Tags:
Por:
Fernanda Custódio
Fonte:
Notícias Agrícolas

0 comentário