Oil World afirma que atuais preços da soja não refletem riscos na América do Sul

Publicado em 28/11/2012 11:40 1313 exibições
Os preços da soja e de demais oleaginosas estão subvalorizados, segundo disse a Oil World em um relatório, não refletindo os riscos pelos quais passa a produção da América do Sul e também os estoques mais baixos do que o normal que deverão ser vistos no início de 2013. 

As estimativas da consultoria alemã é de que os estoques mundiais de soja deverão cair para 49,3 milhões de toneladas no primeiro trimestre do ano que vem, contra as 70,1 milhões de toneladas do mesmo período de 2012. Este, se confirmado, seria o menor volume em pelo menos cinco anos. 

Ainda de acordo com números da Oil World, os estoques irão cair a 39% do nível de consumo de setembro a fevereiro. Há um ano, a relação estoque x consumo era de 55%. Estas reservas mais baixas farão com que os consumidores se tornem expressivamente dependentes dos estoques da América do Sul, segundo a consultoria. 

"Não há nenhum fator que amenize grandes problemas causados pelo clima adverso na América do Sul. Há uma necessidade urgente do suprimento sulamericano no ínicio do próximo ano. Atrasos na colheita e quaisquer problemas logísticos podem ser grandes problemas para os consumidores", disse a Oil World. 

Os atrasos da entrada da nova safra da América do Sul poderiam provocar um rally de preços orientado pela demanda, conforme explicou a empresa.
Tags:
Por:
Carla Mendes
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

Ao continuar com o cadastro, você concorda com nosso Termo de Privacidade e Consentimento e a Política de Privacidade.

0 comentário