China continuará aumentando suas importações de soja e milho nos próximos anos, dizem especialistas

Publicado em 15/01/2013 17:24
468 exibições
A China deverá continuar aumentando suas importações de soja e milho para atender sua crescente demanda interna nos próximos anos. A projeção é de especialistas e funcionários de órgãos oficiais da nação asiática. 

As compras externas são extremamente necessárias mesmo diante de um nono ano consecutivo de uma safra recorde de grãos. Em 2012, os chineses produziram 589 milhões de toneladas, segundo informou o Ministério da Agricultura do país. 

O volume total de grãos importados pela China - de janeiro a novembro de 2012 - foi de 66 milhões de toneladas, incluindo as compras de soja. Só as importações da oleaginosa totalizaram nos primeiros 11 meses do ano passado 53 milhões de toneladas. 

Incluindo os números de dezembro, o montante deverá alcançar as 60 milhões de toneladas. Caso esse número se confirme, a China terá adquirido cerca de 60% de toda a soja negociada nos mercados internacionais. 

Segundo o diretor do Centro de Política de Agricultura da China, Huang Jikun, esse aumento das importações de grãos deve-se, principalmente, a uma maior necessidade no mercado interno do uso para forragem e industrial. 

Para as próximas décadas, o esperado é um incremento de pelo menos 1 a 2 milhões de toneladas de milho importado, por exemplo, para que a demanda seja atendida. Ao mesmo tempo, há um potencial de que a China aumente sua produtividade nas próximas safras com o uso de técnicas agrícolas ainda mais avançadas. 
Tags:
Por: Carla Mendes
Fonte: Notícias Agrícolas

Nenhum comentário