Após feriado, soja sobe com clima adverso da América do Sul

Publicado em 22/01/2013 10:15
1845 exibições
De olho no clima adverso e irregular na América do Sul - principalmente Sul do Brasil e Argentina - e na demanda ainda muito forte, o mercado internacional da soja voltou fortalecido depois do feriado de Martin Luther King comemorado nesta segunda-feira (21) nos Estados Unidos. Na sessão de hoje, os preços operam com expressivas altas e, por volta das 10h (horário de Brasília), as principais posições subiam quase 20 pontos. 

O foco principal dos investidores nesse momento são os apertados fundamentos de oferta e demanda, que se ajustam ainda mais diante dos problemas climáticos pelos quais passa a safra sulamericana. Na região sul do Brasil e nas principais áreas produtoras da Argentina a estiagem começa a preocupar. 

Os preços avançam diante de uma demanda que não dá sinais de desaquecimento em tempos em que os estoques mundiais estão muito baixos e as adversidades de clima podendo refletir em uma safra menor do que o esperado. 

Para Eduardo Vanin, analista de mercado da Agrinvest, a chave do mercado internacional de grãos para essa semana é a previsão climática para os próximos 6 a 15 dias na América do Sul e a tendência é de que seja uma semana positiva para os preços. 
Tags:
Por: Carla Mendes
Fonte: Notícias Agrícolas

Nenhum comentário