Rally da Safra: Coração do MT sofre com transporte de grãos em estradas de terra

Publicado em 30/01/2013 12:40 e atualizado em 30/01/2013 14:05
407 exibições
A soja plantada na região central do Estado do Mato Grosso já foi colhida entre 20% a 40% do total da área plantada e o transporte dos grãos é castigado nas estradas vicinais sem pavimentação e com pedágio dois caminhões foram vistos atolados em meio à lama. Há um número baixo de armazéns graneleiros instalados no campo dessa região, sempre de propriedade das fazendas e de pequeno porte a concentração maior dessas infraestruturas está próxima às grandes cidades produtoras, ou seja, longe das lavouras.

A situação foi verificada ontem (29/01) durante o segundo dia de expedições do Grupo de Extensão e Pesquisa em Logística Agroindustrial da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (Esalq-LOG), da Universidade de São Paulo (USP), no Rally da Safra 2013. O pesquisador do Grupo Esalq-LOG, Kalil Winters, trafegou pelos municípios de Nova Mutum, Lucas do Rio Verde, Sorriso e Nova Ubiratão.

A principal rodovia transitada, a BR-163, apresentou condições razoáveis para o trânsito, apesar do fluxo significante de veículos, com falta de acostamento e sinalização em alguns trechos, relata Winters. A pressão para escoamento aumentou e há concentração de caminhões em alguns trechos, resultando em congestionamento. A produtividade demonstrou-se maior do que a verificada no primeiro dia. As expedições seguem com acompanhamento do Grupo Esalq-LOG até 13 de março. A realização do evento é da Agroconsult.
Tags:
Fonte: Rally da Safra

Nenhum comentário