Caos logístico pressiona soja nos mercados interno e internacional

Publicado em 19/03/2013 18:14 e atualizado em 19/03/2013 22:40
1654 exibições
Nesta terça-feira (19), a soja fechou no vermelho e acumulou a sexta sessão consecutiva de baixa na Bolsa de Chicago. Novamente, o mercado internacional da oleaginosa sentiu a pressão de um dia negativo no mercado financeiro e de uma transferência da demanda dos Estados Unidos para a América do Sul. O recuo, no entanto, foi menos intenso do que nos pregões anteriores e as perdas ficaram entre 2,75 e 8 pontos.

Outro fator que pesa sobre os preços da soja, segundo o analista de mercado Glauco Monte, é a entrada da nova safra brasileira. Para o analista de mercado da FCStone, apesar de a saída da oleaginosa do Brasil ainda acontecer de forma bastante lenta, os embarques vão acontecendo e pressionam o mercado. 

Além disso, a notícia do cancelamento da compra de 2 milhões de toneladas de soja do Brasil por parte de uma empresa da China em função de atraso nos embarques também teria influenciado o mercado. Para Monte, essa informação permite duas leituras para o mercado. Caso esse cancelamento do grupo chinês seja compensado com a compra em outros fornecedores, como os Estados Unidos, por exemplo, isso seria positivo. Entretanto, caso seja um cancelamento definitivo, isso poderia pressionar ainda mais as cotações. 

"Em um primeiro momento Eu não vejo realocação direta. Isso vai depender muito de como vai ser a demanda chinesa daqui para frente e entender também como vai caminhar essa questão da estrutura dos portos aqui no Brasil", afirma Monte. 

Mercado Interno - Esse recuo dos preços da soja na Bolsa de Chicago, aliado aos problemas logísticos no Brasil que resultam em prêmios menores para o produto no porto, já impactam em preços menores para a oleaginosa no mercado interno. 

Os custos logísticos mais caros e os gastos com a espera pela soja tanto nas estradas quanto nos portos do Brasil devem refletir diretamento no preço final do grão e comprometer a renda do produtor. Nesta terça-feira, o valor da saca de soja caiu nas principais praças de comercialização. Os poucos negócios que foram registrados foram de volumes pouco expressivos, concentrados nos estados de Goiás, Rio Grande do Sul e Mato Grosso. Em Rondonópolis/MT, o preço caiu de R$ 47 para R$ 46/saca. 

Veja como ficaram as cotações da soja no fechamento desta terça-feira:

Tags:
Por Carla Mendes
Fonte Notícias Agrícolas

1 comentário

  • Vilson Ambrozi Chapadinha - MA

    Exportaram o volume do ano e prometeram entregar já. Os chineses devem estar aliviados vão trocar contratos antigos ´por outros mais baratos .O problema é que vão para o fim da fila...Acho que haverá mais cancelamentos,até ajusta-se com a capacidade logistica do país.

    0