Soja: Mercado segue em queda e intensifica perdas em Chicago

Publicado em 24/04/2013 12:09 e atualizado em 24/04/2013 14:51 1591 exibições
Nesta quarta-feira (24), os futuros da soja registram mais uma sessão de volatilidade na Bolsa de Chicago. Após iniciar os negócios do pregão regular de hoje com ligeira queda, por volta das 14h30 (horário de Brasília),  os principais vencimentos da oleaginosa ampliavam as baixas, que superavam os 15 pontos. O vencimento maio/13 era cotado a US$ 14,04, recuando 17,25 pontos. 

Os preços fecharam a sessão eletrônica em terreno misto e, mais cedo, chegaram até mesmo a subir. Porém, as notícias que impactam o mercado internacional neste momento são conflitantes e acabam tirando o direcionamento dos negócios. 

Nas posições mais curto prazo, as cotações continuam refletindo a relação bastante apertada entre a oferta e a demanda e também o impacto dela no mercado físico norte-americano, onde os valores da soja estão historicamente altos. 

Já para os contratos mais distantes os investidores já se focam no mercado climático dos Estados Unidos e observam com atenção as informações sobre as condições climáticas locais. 

Em decorrência de um tempo desfavorável para o plantio de grãos, os trabalhos já se mostram bastante atrasados em relação ao ano passado e também à média histórica. Porém, as últimas previsões indicam uma melhora do clima e é isso que tem pesado sobre os preços nas últimas sessões. "Esse clima um pouco mais favorável tirou parte do suporte do mercado na segunda e terça-feira, o que não refletiu nos contratos mais próximos", explica Glauco Monte, analista de mercado da FCStone. 

No entanto, Monte afirma que essas condições mais favoráveis deverão ser sentidas somente na próxima semana, o que significa que os resultados efetivos desse clima mais ameno deverão ser contabilizados somente nos próximos 10 ou 15 dias. Para o analista, "só de termos uma perspectiva de que via haver uma boa janela de plantio, isso já tira o suporte do mercado".
Tags:
Por:
Carla Mendes
Fonte:
Notícias Agrícolas

0 comentário