Grãos: Mercado segue em alta e amplia os ganhos em Chicago

Publicado em 13/05/2013 10:51 e atualizado em 13/05/2013 14:10 3429 exibições
Os futuros da soja, do milho e do trigo operam em alta na sessão desta segunda-feira (13) e vêm ampliando os ganhos na Bolsa de Chicago. Depois de operar em campo misto, a soja passou para o lado positivo da tabela, com sustentação vinda da firmeza do mercado físico norte-americano, por conta da escassa oferta disponível no país. Além disso, como explicou o analista de mercado Glauco Monte, da FCStone, amanhã o contrato maio expira, o que favorece as altas dos contratos mais próximos, puxando os demais também para cima.  

O milho e o trigo também avançam nesta segunda-feira. O mercado dos grãos ainda observa o clima adverso que compromete o bom desenvolvimento do plantio nos Estados Unidos. Segundo informações da agência internacional Bloomberg, o excesso de chuvas em importantes regiões produtoras do Meio-Oeste norte-americano acaba afastando cada vez o mais o risco de uma safra recorde este ano. 

No final de semana, o clima se manteve muito úmido e com temperaturas muito baixas, o que, segundo o instituto de meteorologia DTN, poderia ter causado mais atrasos na semeadura. Na tarde de hoje, o USDA atualiza seus números sobre a evolução do plantio até o último domingo. 

Paralelamente aos fundamentos que movimentam o mercado da soja, as análises técnicas, de gráficos, apontam que a soja está "lateralizada" desde outubro do ano passado. De acordo com o gestor de investimentos Antônio Domiciano, da SmartQuant Fundos de Investimentos, "a soja está presa entre os patamares de US$ 13,50 e US$ 15, e não existe uma tendência definida para os preços neste momento. Por isso, será preciso muita atenção para o rompimento de um desses dois valores", disse. 

No entanto, ainda de acordo com Domiciano, para o milho, os gráficos apontam uma tendência de baixa para os preços, os quais estão presos em um intervalo de US$ 6,25 e US$ 7 por bushel. "O milho até tenta subir mais, mas não encontra fôlego para isso. Ele perde aos poucos e ainda  não se sabe até onde a queda pode ir", disse o gestor. 
Tags:
Por:
Carla Mendes
Fonte:
Notícias Agrícolas

2 comentários

  • salvador reis neto Santa Tereza do Oeste - PR

    incrível soja em disparada na cbot e no físico a passo de tartaruga não sobe e ate baixa, quem esta lucrando? as cooperativas, as multinacionais, os atravessadores, so sei que eu não sou!!!!

    0
  • Joao Preis Maringa - PR

    O agricultor,esta sempre sugeito ,aos informes governamentais,diante de suas informacoes(sempre furadas ou demagógicas), inicia-se um plantio,já vem eles alardeando grandes colheitas,como se isso depende-se deles.Cada informes destas autoridades,tem o poder de apenas,baixar os preços,o que querem,para que os preços baixem em prejuízo do agricultor. Norte do Paraná esta atravessando uma seca de mais de 30 dias,sempre plantamos mas nunca saberemos que vamos colher!!!

    0