Publicidade

8º Circuito Aprosoja recomeça em Nova Mutum

Publicado em 14/05/2013 10:00 221 exibições
Os produtores rurais mutuenses lotaram o salão de eventos para ouvir palestras sobre a soja no mundo
O Circuito Aprosoja voltou à estrada nesta segunda (13) para mais duas semanas de palestras por Mato Grosso. O primeiro evento foi em Nova Mutum, onde mais de 240 pessoas ouviram os depoimentos sobre a produção de soja e milho nos Estados Unidos e na Argentina e também sobre a demanda chinesa por nossos grãos. “Nesta semana vamos percorrer a região que mais produz grãos em Mato Grosso e temos a certeza de que será mais um sucesso. Estamos com o evento coeso, com as palestras interessantes e todos participantes interagindo”, avaliou o presidente da Aprosoja, Carlos Fávaro.

O produtor rural Ricardo Arioli da Silva falou aos presentes sobre a realidade norte-americana da produção de soja. “O palestrante americano não pode vir porque, provavelmente, teve que se envolver fortemente com o plantio de milho, que está bem atrasado”, disse. O consultor da Associação Argentina de Consórcios Regionais de Experimentos Agropecuários (AACREA), Alejandro Verjup, explicou como é a produção dos argentinos e as peculiaridades do país. Para finalizar, o executivo chinês Lin Tan apresentou a China aos produtores mutuenses, explicando porque o país se interessa em comprar tanta soja brasileira.

O produtor Emerson Bonini aproveitou a vinda do consultor argentino Alejandro Verjup para saber mais sobre o silo bag, usado para armazenagem de milho. “Estamos usando esta forma de armazenagem, que está sendo muito eficiente. Temos que aproveitar o conhecimento do Alejandro para fazermos as coisas certas e não perdermos produção”, disse Bonini.

O delegado coordenador da Aprosoja em Nova Mutum, Alcindo Uggeri, estava satisfeito com a participação dos produtores rurais e, também, com o nível das palestras. Ele apontou a conversa com o executivo chinês Lin Tan como essencial para o planejamento. “É bom termos um comprador presente em nossa cidade que nos diga qual é o pensamento deles em relação à nossa produção. Isso nos ajuda a planejar melhor e a entender quais as necessidades deste consumidor”, finalizou.

Para o vice-presidente da Aprosoja na região Norte, Naildo Lopes, o Circuito Aprosoja já está consolidado como um grande evento de planejamento de safra. Para ele, levar informações à maior região produtora de Mato Grosso é fundamental. “Somente aqui nesta região produzimos três milhões de hectares de soja e estarmos atentos às informações de mercado e de países que também produzem e compram nossos grãos é importante para o planejamento dos próximos passos. Assim conseguiremos estar à frente e sermos sempre competitivos”, ressaltou.

Tags:
Fonte:
Aprosoja

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

Ao continuar com o cadastro, você concorda com nosso Termo de Privacidade e Consentimento e a Política de Privacidade.

0 comentário