CBOT: Após forte baixa, mercado sem direção opera em campo misto

Publicado em 21/06/2013 12:17 e atualizado em 21/06/2013 12:48 1772 exibições

Na sessão desta sexta-feira (21), o mercado internacional opera com pouca movimentação e sem direção na Bolsa de Chicago. Por volta de 12h (horário de Brasília), soja e milho operavam em território misto depois da forte baixa do pregão anterior. 

Na soja, apenas o julho/13 tinha uma ligeira valorização, no entanto, se mantinha abaixo dos US$ 15 por bushel. Já no milho, os ganhos eram registrados nos vencimentos mais distantes, referentes à safra nova. 

Como explica o analista de mercado Fernando Pimentel, da Agrosecurity,  o fator de baixa das últimas sessões foi o pronunciamento do presidente do Federal Reserve, Ben Bernanke, sobre a possibilidade da retirada do pacote de estímulos à política monetária nos EUA, o que foi recebido com preocupação pelo mercado, provocando grande nervosismo no financeiro e uma forte alta do dólar. 

Assim, no pregão desta sexta-feira, o mercado ainda sente o impacto dessas informações, porém, de forma bem menos intensa. Ainda segundo Pimentel,  porém, os preços devem se recuperar o quanto antes, voltando a focar-se nos fundamentos, principalmente nos de oferta e demanda para os vencimentos referentes à safra nova. No longo prazo, volta-se a observar as condições climáticas nos Estados Unidos. 

Além disso, o dia é mais calmo para o mercado financeiro, com a agenda de indicadores financeiros sobre as principais economias do mundo não contando com informações muito relevantes. 

No entanto, o dólar segue em alta nesta sexta-feira. Mesmo diante das intervenções do  Banco Central no mercado de câmbio, a moeda norte-americana continuava avançando e, por volta de 12h10, era cotada a R$ 2,264, com alta de 0,26%. 

Essa movimentação aquecida do mercado financeiro, entretanto, não vem causando grandes impactos no mercado interno. Afinal, apesar do forte recuo visto na última sessão na CBOT, os preços contaram com essa alta do dólar e se mantiveram praticamente inalterados. 

Nesta sexta, a soja é negociada a R$ 74,00 por saca no Porto de Rio Grande e R$ 71,62 em Paranaguá. Para o milho, o valor é de R$ 26,00/saca, em Paranaguá. 

No mercado físico disponível, a oleaginosa é negociada a R$ 61 em Cascavel/PR, a R$ 58 em São Gabriel do Oeste/MS e variando entre R$ 51 e R$ 52 em Soriso/MT. Nas mesmas praças, o milho valia R$ 20,00, R$ 18,00 e entre R$ 11 e R$ 12, respectivamente. 

No link abaixo, veja a íntegra da entrevista de Fernando Pimentel:

>> Fernando Pimentel - Mercado de Grãos

Tags:
Por:
Carla Mendes
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário