Soja MT: Comercialização tem desempenho lento enquanto produtores aguardam melhores preços

Publicado em 20/08/2013 08:36
433 exibições

Por mais um mês a comercialização da soja em Mato Grosso teve desempenho lento, quando comparado com o mesmo período do ano passado. A comercialização da safra futura teve uma elevação de apenas 4,6 p.p., chegando a 31,2%, ante 58,6% do ano passado. As maiores evoluções ocorreram nas regiões noroeste e oeste, justamente as regiões que estavam mais atrasadas em relação à comercialização dos insumos, mostrando que a perspectiva de mais aumentos no dólar fez com que os produtores, principalmente das duas regiões citadas, fizessem a troca de soja futura por insumos, e elevassem o volume de soja comprometido. O principal fator da pequena evolução na comercialização está no preço futuro pago ao produtor, que no mês de julho a média ficou em R$ 44,82/sc enquanto o custo total para produzir estava em R$ 47,23/sc (considerando produtividade de 51 sc/ha), desta forma o produtor ficaria com um prejuízo de R$ 2,41/sc. Com os novos parâmetros de preços oferecidos nessa semana, a evolução na comercialização deve aumentar no próximo mês. Por sua vez, a comercialização da safra passada está em 94,4%, com uma evolução pequena de apenas 1,4 p.p. Nem a elevação do dólar, que impactou no preço da soja disponível, animou os produtores a comercializar sua safra, que estão à espera de melhores preços, como ocorreu no ano passado no mês de setembro. Desta forma os produtores devem ficar atentos aos sinais do mercado, visto que os preços podem vir a ter quedas após o início da colheita norte-americana.

Leia o boletim na íntegra no site do Imea

Tags:
Fonte: Imea

0 comentário