Argentina: Governo e produtores estudam melhor maneira para liquidar safra de grãos

Publicado em 03/02/2014 15:12 387 exibições

O Chefe de Gabinete de Ministros da Argentina, Jorge Capitanich, confirmou que irá se reunir com o setor cerealeiro do país, em meio a advertências de sanções a respeito da venda de exportações.

Agora, os exportadores não podem vender o que não exportam e não podem exportar se os produtores preferem não vender. 

Depois de confirmar que o encontro com o setor cerealeiro será para definir a "liquidação de exportações", esclareceu que ainda "segue um estoque da safra anterior e uma projeção de safra com ingressos de renda externa entre US$27.000 milhões e US$29.000 milhões.

Em uma coletiva de imprensa, Capitanich disse: "pretendemos verificar uma metodologia que nos permita fazer com que o fluxo de vendas seja compatível com o balanço de renda, uma questão de entendimento entre as partes ou senão vamos estudar e analisar outros tipos de medidas ou iniciativas".

Junta Nacional de Grãos

Alguns produtores, como Alfredo Camiletti, veem com bons olhos a criação de uma Junta Nacional de Grãos, mas que nesta junta haja a participação de cooperativas para que a entidade seja uma ligação entre o público e o privado e não seja somente o Estado monopolizando a comercialização.

"Há muitos lugares do mundo onde existem organismos similares. Essa junta poderia estabelecer um preço mínimo para regular o mercado, beneficiando assim os pequenos produtores", disse Camiletti ao Urgente24.

(Com informações do Urgente24)

Tags:
Por:
Izadora Pimenta
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário