Na Bloomberg: Estatal chinesa Cofco compra 51% da trading Nidera para aumentar abastecimento de alimentos no país

Publicado em 28/02/2014 15:19 934 exibições

Empresa estatal chinesa Cofco compra 51% da trader Nidera para aumentar produção de alimentos

A Cofco Corp., maior empresa de alimentos da China, fechou um acordo para a compra de 51% da trading holandesa Nidera BV, para expandir a produção de alimentos no país.

A empresa chinesa pretende expandir sua rede comercial ao vincular-se à Nidera, que tem vendas anuais de mais de US$ 17 bilhões. A empresa holandesa de capital fechado tem “plataformas fortes” para a aquisição de grãos no Brasil, Argentina e Europa Central.           

O acordo foi avaliado em US$ 4 bilhões, incluindo a dívida. A Cofco não informou quanto pagou pela participação na empresa holandesa, que comercializa grãos, oleaginosas, óleos vegetais, farelo e produtos de bioenergia.                 

A China está tentando garantir o abastecimento do país, já que o aumento da renda de sua população está provocando um aumento do consumo de alimentos ricos em proteína, causando pressão sobre a terra, água e recursos agrícolas.

O país, que é o maior comprador de soja do mundo, irá começar a permitir mais importações agrícolas, através da mudança de uma lei interna que poderá ajudar exportadores de países como Estados Unidos e Ucrânia.                   

A compra de uma parcela da Nidera está “em linha com a estratégia de fazer da Cofco uma empresa de padrão global”, informou Frank Ning, presidente da empresa.

A gestão da Nidera continuará a mesma e seus atuais acionistas não irão sair. As empresas irão buscar aprovações regulamentares para a transação nos próximos meses. “Os mercados asiáticos e da China são de grande importância para a Nidera”, afirmou o CEO Ton van der Laan.     

A Nidera emprega cerca de 3.500 pessoas no mundo, das quais cerca de 1.500 trabalham em sua subsidiária na Argentina e é um dos principais exportadores de grãos em todo o mundo. 

Informações: Bloomberg

Tradução: Fernanda Bellei
 

Tags:
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário