Ruralistas ajustam discursos para tentar barrar taxação sobre a soja

Publicado em 31/03/2014 15:16 547 exibições

Prevista para entrar em pauta na sessão desta terça-feira (1º), a votação da Medida Provisória 627/13 promete movimentar a Câmara dos Deputados em Brasília. Entre os pontos a serem avaliados está o que estabelece a cobrança de 9,25% de PIS/Cofins sobre a comercialização de soja in natura dentro do país, além das exportações. O fim da isenção repercutiu entre o setor produtivo nacional e provocou reações.

Nesta segunda-feira (31), entidades que representam o campo, os cerealistas, indústrias e produtores reúnem-se, no fim do dia, com a Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA). O encontro será para montar estratégias e alinhar os discursos para tentar barrar em plenário o artigo proposto na MP. "Preparamos um destaque para a supressão no plenário", afirmou ao Agrodebate o deputado federal Luiz Carlos Heinze (PP), presidente da FPA.

Leia a notícia na íntegra no site do G1 MT.

Tags:
Fonte:
G1 MT

1 comentário

  • Flávio Pompei Uberaba - MG

    Na democracia quem cala consente. Pelo volume de votos de que dispõe a população agrícola, independente de onde mora se na cidade ou campo, sempre teve condições de mudara o quadro político pelo voto em massa nas suas melhores opções. No entanto, nas últimas três votações presidenciais preferiu silenciar-se e "ver que bicho que dava", deu ZEBRA!~Agora não adianta jogar pedras em políticos e espezinhá-los. Isso, no máximo, poderá apenas "agradar ao ego" de quem vocifera. Chegou o momento de praticar a sensatez e a temperança. É preciso que todos aprendamos a lição e façamos, agora, a seleção de nomes DA AGRICULTURA para o senado e câmara, pq só assim diminuiremos a alcateia que lá se instalou.para

    0