Soja: Melhora na liquidez sustenta cotações no BR

Publicado em 04/08/2014 10:13 625 exibições

Os preços da soja na Bolsa de Chicago (CME/CBOT) registraram forte instabilidade nos últimos dias. Ora, a boa demanda internacional dava suporte aos valores; ora, as excelentes condições das lavouras norte-americanas traziam pressão. Em relação ao mercado doméstico, produtores não têm aceitado vender nos preços atuais, considerados baixos se comparados aos de períodos anteriores. Por sua vez, compradores estão retraídos, com expectativas de que as cotações cedam ainda mais neste segundo semestre, diante dos níveis de valores observados nos contratos de Chicago. Segundo pesquisadores do Cepea, mesmo assim, na última semana houve um aumento da presença de compradores no mercado, dando sustentação aos preços internos. O Indicador da soja Paranaguá ESALQ/BM&FBovespa, que é baseado em negócios realizados, teve média a R$ 66,85/sc de 60 kg na sexta-feira, 1º, aumento de 1,2% em relação à sexta-feira anterior. Ao ser convertido para dólar (moeda prevista nos contratos futuros da BM&FBovespa), o Indicador foi de US$ 29,57/sc de 60 kg, queda de 0,27% no mesmo período. A média ponderada das regiões paranaenses, refletida no Indicador CEPEA/ESALQ, teve elevação de 1,44% entre 25 de julho e 1º de agosto, indo para R$ 63,93/sc de 60 kg nessa sexta.

Tags:
Fonte:
Cepea

0 comentário