Soja: Clima e colheita nos EUA pressionam e mercado tem forte queda na CBOT

Publicado em 22/09/2014 13:33 1736 exibições

Os preços da soja estão despencando nesta segunda-feira (22) na Bolsa de Chicago. Na sessão regular, por volta das 13h (horário de Brasília), os principais vencimentos perdiam mais de 20 pontos, com o contrato novembro/14, referência para a nova safra dos EUA, cotado a US$ 9,36 por bushel, e o o maio/15, referência para a safra brasileira, valendo US$ 9,56 por bushel. 

O avanço da colheita nos Estados Unidos e as boas condições de clima no país favorecendo o bom andamento dos trabalhos de campo e contribuindo para a conclusão do ciclo da soja no Meio-Oeste aparecem como os principais fatores dessa forte pressão sentida pelos preços neste início de semana. 

Para Camilo Motter, economista e analista de mercado da Granoeste Corretora, o novo boletim de acompanhamento de safras que o USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos) divulga hoje às 17h (horário de Brasília), após o fechamento do pregão, deve trazer os primeiros números oficiais sobre a colheita da soja nos EUA, os quais devem ficar entre 3 e 5%. 

"Nessas próximas duas ou três semanas, devemos ter uma intensificação da colheita, e o clima promete esse avanço significativo dos trabalhos de campo e, consequentemente, da chegada da oferta. Assim, aquela escassez de produto começa a se tornar uma coisa do passado", afirma Motter. 

Paralelamente, o mercado observa ainda o início das chuvas no Brasil e, por consequência, um avanço também no plantio da nova safra de soja do país, estimada em mais de 90 milhões de toneladas nesta temporada 2014/15. 

Nos últimos dias, algumas regiões do Centro-Oeste e do Sul do Brasil receberam melhores chuvas, a semeadura deve se intensificar nos próximos dias em um ano em que temos estimativas de uma área recorde. "Nós temos, portanto, em linhas gerais, a continuidade de notícias que estão pesando no mercado, exceto a de que vendas da China também estão se intensificando", completa o analista. 

Na última semana, a nação asiática comprou mais de 2 milhões de toneladas de soja da safra 2014/15 dos Estados Unidos e, no acumulado da temporada, as compras já somam mais de 13 milhões de toneladas até agora. 

Ainda nesta segunda-feira, o USDA trouxe seu boletim de embarques semanais e os números da soja ficaram acima das projeções do mercado. O número para a soja veio em 467,68 mil toneladas, maior do que o registrado na semana anterior, de 255,02 mil e ainda acima do que o mercado esperava, algo entre 240 mil e 330 mil toneladas. 

No acumulado do ano comercial 2014/15, que se iniciou em 1º de setembro, somam, até a semana que terminou em 18 de setembro, 802,71 mil toneladas. Na temporada anterior, nesse mesmo período, o volume era de 588,22 mil toneladas.  

Tags:
Por:
Carla Mendes
Fonte:
Notícias Agrícolas

1 comentário

  • salvador reis neto santa teresa do oeste - PR

    cara!!!com esses preços de soja ate o sinconsult pode quebrar!!!rsrssrs

    0