Soja: Tempo seco paralisa plantio e mata as plantas, aponta a Somar

Publicado em 14/10/2014 15:40 1299 exibições

Análise

O tempo mais seco e quente, registrado nos primeiros dias de outubro, paralisou o plantio da soja em todos os Estados do Sudeste e Centro-Oeste. Em Mato Grosso, onde o atraso é grande, apenas 9% das áreas foram semeadas até o momento. No último fim de semana foram observadas  chuvas isoladas em várias localidades de Mato Grosso, o que contribuiu para o desenvolvimento das lavouras semeadas e para o retorno das atividades de plantio. O problema é que essas chuvas não foram generalizadas e ainda existem áreas onde o déficit hídrico está bastante acentuado, o que causa a morte das plantas e resultará em replantio. A situação é parecida em Goiás, Mato Grosso do Sul, São Paulo e Minas Gerais, onde muitos produtores nem iniciaram o plantio, porque a umidade do solo está extremamente baixa e imprópria para o plantio. O atraso nessas regiões é ainda maior do que em Mato Grosso, já que vários produtores nem colocaram as máquinas no campo. No Paraná, o plantio da soja segue num ritmo mais lento, já que a ausência de chuvas na semana passada reduziu os níveis de umidade do solo. Mesmo assim, as condições estão favoráveis ao desenvolvimento das lavouras.

Somar - Boletim Culturas 1

Previsão
Nesta semana pouca coisa muda, o tempo seguirá aberto e a chance de chuva é pequena para as regiões produtoras de soja do Paraná, São Paulo, Minas Gerais, Goiás, Mato Grosso do Sul e Mato Grosso. Há previsão de chuvas apenas para o oeste de Mato Grosso, região do Parecis. Isso porque, áreas de instabilidade vindas da Amazônia associadas ao forte calor, provocam pancadas de chuvas na faixa oeste de todo o país. Porém, não há garantias de que essas chuvas possam ocorrer nas áreas desejadas.Com o tempo seco nesta semana, o plantio permanecerá paralisado. A previsão é de chuvas para a semana que vem, a partir do dia 22 de outubro.

Somar - Boletim Culturas 2

Somar - Boletim Culturas 3

Somar - Boletim Culturas 4

 

 

Tags:
Fonte:
Somar Meteorologia

0 comentário