Soja: De olho na safra dos EUA, mercado amplia perdas ao longo da sessão desta 6ª feira em Chicago

Publicado em 26/08/2016 12:22 e atualizado em 26/08/2016 14:43
660 exibições

Na Bolsa de Chicago (CBOT), as cotações futuras da soja voltaram a cair mais forte ao longo do pregão desta sexta-feira (26). Por volta das 14h26 (horário de Brasília), as principais posições do commodity testavam quedas entre 12,00 e 14,25 pontos. O vencimento setembro/16 era cotado a US$ 9,84 por bushel, enquanto o novembro/16 trabalhava a US$ 9,61 por bushel.

"O mercado de soja está sob pressão, dado que excelentes contagens de vagens foram relatadas pelo Crop Tour pro Farmer", disse Tobin Gorey do Commonwealth Bank of Australia. Ao longo dessa semana, foram divulgados números sobre a produção americana nos principais estados produtores. E, no caso da oleaginosa, as informações vindas dos campos confirmam as boas condições das lavouras e a perspectiva de uma safra recorde que, pode inclusive, superar as 110 milhões de toneladas estimadas oficialmente.

De acordo com levantamento realizado pela Bloomberg, a produtividade média da soja no Meio-Oeste dos EUA deverá ficar em 55,35 sacas do grão por hectare nesta temporada. O número está bem próximo da última estimativa do departamento americano, de 55,45 sacas por hectare.

Contudo, os analistas ainda ressaltam que a demanda permanece firme e tem potencial para fazer com as cotações da oleaginosa retornem ao patamar de US$ 10,00 por bushel. Benson Quinn Commodities disse que "grande demanda ainda se esconde sob o mercado". Com isso, o USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos) provavelmente no seu próximo relatório de oferta e demanda mensal pode cortar sua estimativa para os estoques de soja dos EUA no final de 2015/16, conforme ponderam os especialistas.

Além disso, os participantes do mercado ainda acompanham o discurso da chair do Federal Reserve, banco central americano, Janet Yellen. "As autoridades do banco parecem  mais confiantes na capacidade da economia para suportar outra alta de juros", informou o site internacional Farm Futures.

Mercado brasileiro

Enquanto isso, nos portos as cotações da soja voltaram a subir nesta sexta-feira. A saca disponível era cotada a R$ 82,50, com ganho de 0,61% no Porto de Paranaguá. Já o valor futuro estava em R$ 80,00 a saca e apresentava ganho de mais de 2,56%. No terminal de Rio Grande, o valor era de R$ 82,50 a saca disponível, com alta de 3,77%. E o futuro a R$ 80,00 a saca e valorização de 1,91%.

Por Fernanda Custódio
Fonte Notícias Agrícolas

Nenhum comentário