Chuva do início de outubro ainda não foi suficiente para as lavouras no Sul do MS

Publicado em 05/10/2016 15:17
94 exibições

Até o momento, a chuva do início dessa semana, que ocorreu em Dourados e região ainda não foi suficiente para repor a umidade do solo e chegar a condição ideal para as lavouras de soja que começaram a ser plantadas a partir de 15 de setembro.

A maioria das lavouras cultivadas encontra-se na fase de emergência ou seja, fase em que a planta vai brotar. Nesse estádio, a cultura não tem grandes exigências de água, como ocorre no estádio reprodutivo da lavoura, porém a umidade é necessária para promover um bom estabelecimento da lavoura por meio da germinação completa das sementes cultivadas, explica o pesquisador da Embrapa Agropecuária oeste, Carlos Ricardo Fietz.

Ontem, segunda-feira, 4 de outubro, choveu: 6 mm em Dourados, 3 mm em Rio Brilhante, 16mm em Ponta Porã e 30 mm em Sete Quedas. Já, em Campo Grande e Sidrolândia não foi registrada chuva. Nessa terça-feira, 5 de outubro, até o momento, em Dourados a chuva chegou a 10mm. "A chuva de hoje, pelo menos até agora, já contribui muito com a melhoria na condição das lavouras de soja de Dourados. Mas, ainda existe a necessidade de aproximadamente 35mm de chuva em Dourados para que a umidade do solo chegue a condição ideal", disse Ricardo.

Ele explica ainda que o mês de setembro, que tradicionalmente é um mês relativamente chuvoso, com média histórica de 102mm, foi muito seco, pois esse ano, a chuva em setembro foi de apenas 18mm. Apesar de agosto ter sido um mês chuvoso, no mês de setembro a umidade do solo declinou muito.

Quanto a previsão de chuva para outubro, dados do Instituto Nacional de Pesquisas Especiais (Inpe) revelam que a chuva vai terminar ainda hoje na região e deve retornar apenas no início da semana que vem, durante o feriadão.

Fonte: Embrapa Agropecuária Oeste

Nenhum comentário