Soja produzida em MT está entre as melhores do país, aponta pesquisa

Publicado em 10/10/2016 07:35
60 exibições

Um estudo que vem sendo feito há uma década por pesquisadores da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) apontam que a soja produzida no estado está entre as melhores do país. Isso ocorre, segundo os pesquisadores, porque o grão mato-grossense apresenta altos índices de proteína e óleo, percentuais superiores aos grãos de outros estados e, até mesmo, de outros países.

Durante as últimas safras, o laboratório da UFMT recebeu amostras de outros estados e, segundo a pesquisadora Maria Aparecida Caneppele, doutora em Ciências Biológicas, a soja produzida aqui apresenta, em média, 37% de proteína e 20% de óleo, quando o padrão estabelecido para a indústria é de 8%.

"A nossa soja tem o percentual um ponto acima dos estados ao Sul do país e, ao Norte, é 1% inferior. Isso está relacionado a condições climáticas, temperaturas mais apropriadas ao desenvolvimento da cultura", explicou.

Em comparação com a soja produzida nas lavouras norte-americadas, as vantagens são ainda maiores, segundos os pesquisadores. Em média, os grãos cultivados em Mato Grosso têm 3% a mais de proteína e 2% a mais de óleo. Segundo o estudo, a escolha das variedades influencia na composição nutricional do grão.

A pesquisa também revela que os grãos ardidos, que são assim chamados por estarem úmidos, já em processo de fermentação, mesmo avariados continuam com alto teor de proteínas e ainda podem ser usados pela indústria. Pelo aspecto aparentemente ruim, o material recebe descontos na hora da classificação nos armazéns, no entanto, quando vai para a máquina de testes, a análise de proteínas e óleos é satisfatória.

Leia a notícia na íntegra no site G1 - MT.

Fonte: G1 - MT

Nenhum comentário