Enfrentando período de seca, sudeste de Buenos Aires, na Argentina, pode ter 30% de perdas na safra de verão

Publicado em 12/01/2017 12:49 e atualizado em 12/01/2017 13:41
423 exibições

Agustín Bilbao, assessor da Agroestudio Viento Sur SRL, contou ao La Nación sobre a situação no sudeste de Buenos Aires, na Argentina, por conta da falta de chuvas.

"No sudeste de Buenos Aires estamos atravessando um período seco desde o inverno. De primeiro de agosto até hoje, choveram apenas 170mm, quando a média é de 380mm", disse.

"O milho, o girassol e a soja estão 'crocantes'. E dos cultivos de segunda etapa de plantio, apenas 60% foram plantados, mais tarde do que o normal. O período de plantio já terminou por risco de geadas antecipadas", acrescentou.

Segundo Bilbao, se não chover nos próximos 15 dias, os rendimentos podem ser 30% menores do que o esperado. Este ano, a superfície de milho e de girassol cresceu, enquanto a de soja diminuiu.

Este cenário de perdas, porém, se aplica aos lotes bem manejados. Para aqueles que tiveram pior manejo, as perdas podem ser duas ou três vezes maiores.

Tradução: Izadora Pimenta

Veja também:

>> "Está claro que há um risco importante para a produção de grãos na Argentina", diz chefe de Estimativas Agrícolas da BCBA

 

Fonte: Agrositio

0 comentário