Excesso de chuva pode prejudicar o escoamento da soja no MS

Publicado em 23/01/2017 06:41
283 exibições

Em janeiro de 2016 as chuvas constantes destruíram estradas vicinais e derrubaram pontes, atrapalhando no escoamento da produção de soja. Em 2017, o cenário não é muito diferente. O problema de logística continua e as chuvas também, apesar de ser em menor volume, mas o suficiente para preocupar produtores rurais.

Em Chapadão do Sul, distante 321 km de Campo Grande, a produção de soja nos 95 mil hectares se desenvolve bem e as chuvas que atingem o município estão ajudando na formação de grão, dias antes do início da colheita.

Para o presidente do Sindicato Rural, Lauri Dalbosco, em comparação com o ano passado que teve muita lavoura encharcada, em 2017 as chuvas têm ajudado na produção. “Em relação a outros municípios como Sidrolândia e Maracaju, nossa soja foi plantada depois, então as chuvas de agora, estão ajudando a formar o grão e a produção corre bem”, explica.

Logística - Segundo Dalbosco, o que preocupa são as estradas que desde o ano passado, não estão em boas condições. “As estradas estão esburacadas, o acesso é difícil mas mesmo assim, dá para trafegar, porém, se continuar chovendo muito, o problema pode crescer”.

Leia a notícia na íntegra no site Campo Grande News.

Fonte: Campo Grande News

0 comentário