Argentina: empresa faz levantamento da situação pós-inundações e estima safra de soja em 50 mi t

Publicado em 01/02/2017 09:43
757 exibições

Na Argentina, foram quatro temporais desde 16 de dezembro de 2016 até 15 de janeiro de 2017. Segundo um levantamento da empresa Cominagro, cerca de 10% a 15% da produção do país se encontra em risco.

Este foi o panorama levantado das chuvas intensas:

1) 16 de dezembro de 2016: Buenos Aires, Sul de Córdoba e Santa Fe e noroeste de Entre Ríos;
2) 25 de dezembro de 2016: Peregrino e Ramallo (Buenos Aires), Córdoba;
3) 01 de janeiro de 2017: sul e centro de Santa Fe;
4) 15 de janeiro de 2017: Santa Fe, Entre Ríos e norte de Buenos Aires.

Santa Fe (a zona mais afetada):

- 500 a 600 pessoas evacuadas;
- 70 localidades;
- 18 departamentos;

Agricultura:

- 4.000.000 de hectares perdidos;
- 1.500.000 hectares em forma crítica (25% da superfície produtiva da província);
- Soja, milho e girassol foram as culturas afetadas.

Produção de Leite:

- 1.350 granjas leiteiras afetadas;
- 150.000 vacas afetadas;
- 1.800.000 litros de leite perdidos por dia;
- 54.000.000 litros de leite perdidos por mês;
- 17 bilhões de dólares de perdas econômicas produtivas.

Buenos Aires

- 380 pessoas evacuadas;
- Municípios de Pergamino e San Nicolás;
- O banco da Província disponbilizará, a partir de 9 de fevereiro, uma linha especial de créditos para os afetados pelas inundações.

Principais cultivos de todas as áreas afetadas

Soja

- 5 milhões de toneladas de soja foram perdidas, de acordo com a Cominagro. A safra total será de 50 milhões de toneladas;

- 1.000.000 de hectares ainda estão sem plantar;

- 75% das áreas em condições boas a muito boas;

- 20% regulares ou em más condições;

- 5% em excelentes condições;

- 2,2% da superfície está comprometido.

Milho

- 10% em excelentes condições;

- 80% em condições boas a muito boas;

- 10% regulares;

- Rendimento médio nacional de 120 sacas por hectare, porém, com mais perdas de superfície - de 200 a 300 mil hectares severamente afetados pela seca no sul de Buenos Aires e pelos excessos na área central.

- Possível redução de 1.000.000 de hectares;

- Estimativa de 35.500.000 toneladas para o grão com destino comercial.


Tradução: Izadora Pimenta

Fonte: Infocampo

Nenhum comentário