Aprovado imposto de 10% sobre as exportações de soja no Paraguai

Publicado em 22/06/2017 20:30 5618 exibições

Com 24 votos a favor e 17 votos contra, uma abstenção e três ausências, foi aprovada a geral do projeto, com modificações, para a implantação do imposto de 10% sobre a exportação da soja no Paraguai, a partir de moção feita pelo senador Juan Darío Monges.

Entretanto, não houve acordo a respeito do seu tratamento, fazendo com que a sessão ordinária não tivesse quorum. 25 senadores se retiraram, uma vez que estes acreditavam que as mudanças no regulamento interno estabelecidas na quinta passada, embora os demais não tivessem reconhecido tal mudança.

Todas as comissões que estudaram o projeto rejeitaram o documento original, colocado em pauta pela Frente Guasu, que previa o imposto não somente sobre a soja, mas também sobre trigo e milho em estado natural.

Em contrapartida, foi proposta pela Frente uma modificação ao projeto original para que seja aplicado somente à exportação de soja, reduzindo a porcentagem de 15% para 10%.

O senador Eduardo Petta explicou que os produtores de soja já contribuem com o Estado no pagamento de IVA na hora de comprar inseticidas, que representam de 22% a 30% do custo de produção da soja. Assim, ele rejeitou a proposta da Frente Guasu.

O imposto da soja é um dos pontos do pacto entre a bancada governista, a Frente Guasu e o setor do PRLA no Senado e também inclui outras leis de caráter social.

Tradução: Izadora Pimenta

Tags:
Fonte:
ABC Rural

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

Ao continuar com o cadastro, você concorda com nosso Termo de Privacidade e Consentimento e a Política de Privacidade.

0 comentário