Soja segue em alta nesta 5ª na CBOT se preparando para o USDA e com suporte no trigo

Publicado em 29/06/2017 07:50 e atualizado em 29/06/2017 13:24
3890 exibições

Os preços da soja praticados na Bolsa de Chicago continuam subindo na sessão desta quinta-feira (29). O mercado parece seguir com seu movimento de ajuste e recuperação e, por volta de 7h15 (horário de Brasília), as cotações subiam entre 4,50 e 5,25 pontos. Com isso, o vencimento julho já buscava retomar os US$ 9,20, enquanto o novembro/17 trabalhava com US$ 9,26 por bushel. 

Parte das altas observadas na soja, segundo explicam analistas internacionais, se dá pelo avanço dos preços do trigo diante de uma preocupação com a oferta nessa primvera/verão do hemisfério norte. O mercado acompanha com muita atenção o quadro climático e o desenvolvimento das lavouras não só nos Estados Unidos, como também no Canadá. 

Além dessas informações do mercado vizinho e mais o acompanhamento do clima para a própria soja e o milho nos Estados Unidos, os traders parecem ainda muito focados na espera pelos novos números que chegam pelos boletins do USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos) nesta sexta-feira, 30 de junho. 

Entre estoques trimestrais e área da safra 2017/18, o conjunto dos dados pode ser capaz de trazer bastante volatilidade aos preços em Chicago. O Notícias Agrícolas traz nesta quinta-feira, ao longo das informações, as expectativas detalhadas para os dois relatórios de amanhã. 

Ainda segundo analistas internacionais, os números para a oleaginosa não deverão ser altistas, uma vez que sugerem a confirmação de um aumento significativo da área norte-americana nesta temporada, além de estoques consideravelmente altos na posição de 1º de junho nos EUA. 

Neste ambiente de posicionamento, ainda de acordo com analistas e consultores, começa a se amenizar a sensação de um mercado sobrevendido, com os fundos empilhando posições vendidas na soja. Nesta quarta, como mostram dados do CFTC, os fundos teriam comprado 5 mil contratos de soja e 4 mil de trigo. Já no milho, venderam outros 10,500 mil. 

Vendas para exportação

Na semana encerrada em 22 de junho, o país vendeu mais 312,4 mil toneladas de soja em grão. O volume é maior do que o da semana anterior e ficou dentro das expectativas do mercado, de 200 mil a 400 mil toneladas. A maior parte foi destinada a Bangladesh. 

Com esse número, o total já vendido pelos EUA em toda a temporada comercial 2016/17 já chega a 59.361,0 milhões de toneladas, muito acima das pouco mais de 50,6 milhões do mesmo período do ano anterior, e superando ainda a última projeção do departamento de 55,79 milhões para o ano comercial que se encerra em 31 de agosto.

Da safra 2017/18, os EUA venderam ainda mais 2 mil toneladas para o Taiwan. 

Veja como fechou o mercado nesta quarta-feira:

>> Soja: Disponível fecha em queda nos portos do BR com pressão do dólar; produtor segue cauteloso

Tags:
Por: Carla Mendes
Fonte: Notícias Agrícolas

Nenhum comentário